terça-feira, 13 de outubro de 2015

Quem governa de fato?

Não é o Estado e nem o governo que determinam como o povo deve pensar e agir, é justamente o contrário: é o povo que determina o ritmo de ação do governo. Em teoria, muitos pensadores já descreveram como o povo deve se portar para exigir que o Estado e seus representantes políticos de fato o representem e desempenhem funções adequadas e necessárias, que desenvolvam políticas públicas relevantes e administrem o dinheiro público com o máximo de lisura possível.
Um povo que se educa, que não se aliena e não se corrompe, por si só, inibe as ações nefastas de alguns representantes e exige que a justiça seja imparcial e se adeque ao comportamento social, alcançando e punindo de forma justa aqueles que se beneficiam por meio dos contratos entre o Estado e empresas privadas, das licitações, das comissões designadas a destinar verbas para a Educação, a Saúde, a Segurança, a Moradia e outras políticas sociais, enfim, ao objetivo que o dinheiro, arrecadado por meio dos impostos, sirva de modo correto e justo.
É possível verificar que, nos filmes e séries produzidos nos EUA, sejam eles de ação, drama, comédia, ficção etc., é comum os personagens demonstrarem o amor que sentem pela pátria, a recusa pela mentira e pela má postura, a justiça imperando na maioria dos casos, a solidariedade e a hombridade das lideranças e a compreensão de que o que fazem no particular interfere e influi no âmbito geral, o do país. Claro que é uma nação imperialista, com enormes problemas sociais e políticos, que se intromete no destino de outros países como se fosse o modelo ideal a ser seguido por outros povos, com cultura e tradição nada compatível com a sua, que não respeita a autodeterminação dos povos e se julga o suprassumo da evolução humana, com sua tecnologia e capital, que compram, corrompem, subornam, calam a boca e impõem um ‘modus vivendi’ para o resto do Globo.
No Pindorama, são as novelas que impõem uma ideologia comportamental nada desejável para uma nação que se pretende civilizada. Não vou aqui ficar martelando nas mazelas sobre o comportamento social que todos sabem quais são; nas lacunas ideológicas produzidas pela má educação e má gestão; na inação de um povo apático e alienado que, às vezes, se levanta raivoso, movido por uma intenção surgida sabe-se lá onde; nos costumes deprimentes; na perda constante dos valores tradicionais; na decadência da cultura e da arte e muitas outras.
Dizer que o poder é do povo, que emana do povo e por ele deve ser exercido fica bem numa teoria, porque, na prática, não é assim que acontece. Odeio a frase: ‘cada povo tem o governo que merece.’ Só sei que é possível afirmar que a ação governamental é o reflexo da inação popular, da alienação e do descaso com a História, com o destino da nação e com o futuro que, para uma parcela significativa da sociedade, vai até o próximo baile funk.


20 comentários:

  1. Augusto:
    Dizer que sua postagem é PERFEITA, é praticamente uma redundância.
    Infelizmente quem já sabe disso, é uma pequena parcela da sociedade.
    A maioria se contenta com o famoso "pão e circo", que trazendo para o linguajar atual, se refere aos bailes funks e outras mazelas...
    Bjs.:
    Sil

    ResponderExcluir
  2. Com certeza cada povo tem o governo que merece
    mas eu acho que não temos escolhas, pq muitos
    tem que eleger quem está la...Isso é complicado, e como
    vc disse as perdas de valores ajudam nessa caminhada
    cheio de obstáculos perigosos.......estamos vivendo num caos!

    Abraços com carinho!

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Augusto,
    Tudo bem?! Quanto tempo!
    Quanta verdade nessa afirmação:
    "é o povo que determina o ritmo de ação do governo".
    Quem dera se todas as pessoas tivessem consciência
    que o voto delas, tem poder...
    Enquanto isso não ocorrer, nada vai mudar,
    porque o povo vai continuar elegendo péssimos
    representantes, que governam em proveito próprio,
    e não se preocupam em fazer nada relevante
    em prol da sociedade.
    Muito boa e oportuna tua reflexão.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Excelente, Augusto.
    Um povo alienado, sem educação e conhecimento político, que desrespeita normas e dá um jeitinho para tudo, não será capaz de eleger seus governantes com racionalidade e nem sequer fazer valer seus direitos de cidadãos. Se o povo não luta contra uma quadro político insatisfatório acaba sendo conivente com ele. Um povo que se omite não pode esperar muito dos governantes. Fico com Jô Soares quando disse que "o maior inimigo de um governo é um povo culto" e, acrescento, honrado, respeitável e incorruptível.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Acho que o governo, nos dias atuais, se impõe ao povo e este o escolhe sem querer. Quanto mais o candidato se mostra, mais votos ele terá. E quanto mais poderoso ele fica, mais tempo permanece no governo. Essa conclusão é devido ao fato de tanta roubalheira pré eleição e que alguns se beneficiaram e se elegeram ou reelegeram. Infelizmente, talvez por falta de conhecimento e de questionamento do povo, mascaram os candidatos até a exaustão, não sobrando outra opção de escolha. É só olharmos há alguns anos, os candidatos sempre os mesmos. Num país com infinitas possibilidades de mudanças, quem se sobressai é quem está no poder. Um pouco da culpa é da própria população que não dá crédito, nem incentivo e nem faz pesquisas sobre quem está por vir, com vontade de fazer algo bom. Há muitos bons que não chegam nem perto dos vencedores, infelizmente.
    Augusto, vim aqui agradecer ao seu excelente comentário no meu texto, no blog. Muito acrescentou ao conto e espero ter várias visualizações nos comentários.
    Uma ótima semana, abraços!

    ResponderExcluir
  6. Ola Professor como mesmo o começo do texto diz "Não é o Estado e nem o governo que determinam como o povo deve pensar e agir, é justamente o contrário: é o povo que determina o ritmo de ação do governo." . Concordo com muita coisa neste texto. Mais eu acho certo sim que cada povo tem o governo que merece,porque isso é fato que no teoria todo mundo deseja um governo honesto e descente mais na pratica como foi dito nem todo mundo corre atras de um governo honesto parece ser impossível,mais não da pra batalhar pelos seus direito se pelo menos a população soube se oque é "Politica", Mais infelizmente enquanto a população for BURRA não saber oque é política ,vai ser disso pra pior . Porque a maioria da sociedade se contenta com o osso que roí , E outras criticam e muito mais não mede um esforço para tentar mudar essa posição de SOCIEDADE. (Maria Beatriz-1°B-56 )

    ResponderExcluir
  7. Nós temos de agir e tentar novamente controlar o governo, porque se não seremos apenas um ''robô'' que aceita a ordem e não tenta saber o porquê está sendo controlado.
    Temos que ter consciência e tomarmos uma atitude contra este governo corrupto que rouba na cara dos cidadãos, e assim as pessoas apenas olham isso acontecer como se fosse algo comum, sem tentar reconquistar nossa honra, somos todos humanos e não temos o direito de roubar um do outro.
    Alex 1°B 1

    ResponderExcluir
  8. Na verdade,deveria ser o povo que governa,pois na verdade não é bem assim! As pessoas são facilmente corrompidas... O nosso sistema funciona da seguinte forma: Tenha dinheiro e governe o mundo! Igor n°:14 1°C

    ResponderExcluir
  9. Nós temos de agir e tentar novamente controlar o governo, porque se não seremos apenas''robô que aceita a ordem e não tenta saber o por Temos que ter consciência e tomarmos uma atitude contra este governo corrupto que rouba na cara dos cidadãos quê está sendo controlado. jhonatan 1°C N° 19

    ResponderExcluir
  10. Achei muito legal, acho que devemos votar na pessoa que vai mudar a política ou deixar a política melhor, mais antes de votar primeiro devemos pesquisar numa pessoa melhor, e eu acho que devemos participar melhor da política e do governo. José wilker N 17 1-B

    ResponderExcluir
  11. Beatriz Cristina N°04 3°F
    De fato, como diz o texto " é o povo que determina o ritmo de ação do governo" , pois muitos pensadores já descreveram como devemos exigir que o Estado desempenhem suas funções. Então, se todas as pessoas tivessem consciência do valor de nosso voto e pensassem antes de eleger péssimos representantes para governar tudo mudaria.

    ResponderExcluir
  12. Pelo o meu ponto de vista, o autor esta sendo meu irônico, por que ele diz que e o povo que governa mais não e bem assim, a sociedade so recebe o resto dos impostos que são imposto sobre nos, vivemos em um pais corrupto, não podemos nos espelhar em firmes e novela.... Hernani Silva, 3 Serie E,noite, numero 39

    ResponderExcluir
  13. Discordo plenamente dos comentários acerca dos Estados Unidos, pelo fato de serem tendenciosos, incompletos e não serem desenvolvidos em relação ao título do artigo.

    Em relação à população deste país, há e sempre houve um processo de controle mantido por poucos. Entretanto, enquanto é fácil controlar poucos, torna-se uma tarefa árdua controlar tantos. Quando surgem demonstrações públicas de insatisfação em relação aos poderes do estado, os participantes raramente estão interessados em uma melhoria equânime aos cidadãos deste país. Desejam apenas satisfazer necessidades do momento, e, sendo estas atendidas - mesmo que de forma apenas satisfatórias -, esquecem-se prontamente do que os levou à revolta, pouco se importando que a mesma "justiça" não é cumprida no restante do país, assim como não refletindo e ponderando o suficiente acerca do fato de que sem uma mudança real na estrutura política, é grande a possibilidade de que tal fato venha a se repetir no futuro.

    ResponderExcluir
  14. Realmente como foi dito no texto a população tem uma parcela de culpa por estarmos nessa situação politica ,povo sem informação e sem força de vontade pra ir atras de um melhor candidato que lhe representa alguns vendendo votos e colocando no governo pessoas não qualificadas para esse tipo de cargo jovens eleitores que acham que não e importante votar e não procuram saber em quem estão votando e por isso contribuem para esse cenario politico que vemos hoje...Gilbert Kaue 3º G Nº 10

    ResponderExcluir
  15. E revendo tudo, era pra ser o povo há indagar e colocar as situações com maior prioridade para que o governo possa lhes atender no que for pedido, mas sabemos que não é bem assim, eu não entendo muito de politica mas sei que desse jeito que está não pode ficar.
    Murilo 3g 22

    ResponderExcluir
  16. A política,foi criada para um bem comum,mas infelizmente as pessoas que são responsável por essa administração estão deixando a desejar,por serem corrupto.etc.etc.FRANCISCO 3ta

    ResponderExcluir
  17. Quem governa esse país nada mais é do que a TV,pois ela é ela quem determina quem é bom ou ruim, quem é o vilão quem é o mocinho. a TV aliena todos quem a assisti . Então quem governa de fato é a TV .

    Nome: dassuan gomes Nº 05 3C

    ResponderExcluir
  18. Em relação à população deste país, há e sempre houve um processo de controle mantido por poucos. Entretanto, enquanto é fácil controlar poucos, torna-se uma tarefa árdua controlar tantos. Quando surgem demonstrações públicas de insatisfação em relação aos poderes do estado, os participantes raramente estão interessados em uma melhoria equânime aos cidadãos deste país. tania 3c

    ResponderExcluir
  19. a classe politica tem que entender que não são eles que mandam na nação, quem faz isso é o povo brasileiro.
    MATHEUS HENRIQUE ALVES N:21 3A

    ResponderExcluir
  20. Mesmo sendo o melhor sistema inventado a democracia pode ser utilizada da forma errada, embora no inicio criada para um bem comum.
    RAFAEL MARÇAL N:24 3A

    ResponderExcluir

A configuração de comentários foi ativada.

Obrigado por passar neste espaço.
Deixe sua participação.