quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

O segredo de Lisa Miller

- Venha almoçar, Lisa!
- Já voooou, mãe!
- Que tanto faz nesse quarto? Vá lavar as mãos, que a comida já está na mesa.
Em meio aos afazeres de terminar o almoço e checar se tudo estava pronto na hora certa, D. Ana tinha sempre presente a filha prestativa ao seu redor e nesse dia estava também preocupada com o vai-e-vem da menina. Mesmo prestando atenção no que estava fazendo, seus olhos sempre captavam uma imagem furtiva da filha. Parecia se esconder e esconder algo também.
O barulho do carro do marido chegando com os dois filhos mais velhos da escola desviou um pouco a atenção de D. Ana, mas assim mesmo percebeu alguns ruídos no quarto da filha.
- Lisa, o que está fazendo aí? O pessoal já chegou, venha me ajudar.
- Já vooooou, mãe!
E todos chegaram. Os meninos depuseram suas mochilas em cima das camas, os tênis jogados nalgum canto, as camisetas por ali, as calças por lá, um fone de ouvido acolá, botaram seus shorts e correram em direção ao banheiro. Mas ele estava ocupado.
- Quem está aí? Gritou um deles, mas não veio alguma resposta.
- Lisa, é você? Saia já daí! Gritou o outro.
A fome pegava os moleques e eles tinham pressa em satisfazer as necessidades orgânicas rapidamente, principalmente quando seus corpos estiravam a olhos vistos. A mãe largou alguma coisa na mesa e veio socorrer os meninos.
- O que está acontecendo? Quem está no banheiro?
Então a porta se abriu e dois olhos azuis meio chorosos avançaram pelo lado de fora sem que o corpo da menina saísse completamente. Sua mão tentava equilibrar algo lá dentro. D. Ana, ante a sanha dos garotos, empurrou a porta devagar e viu sua filha segurar um pires com um pouco de água. O pai chegou naquele momento e presenciou os olhares inquisidores de todos, buscando uma explicação razoável para a cena.
- O que pretende com isso, Lisa? Indagou a mãe.
- Promete que nada acontecerá com o Bóris?
- Quem é esse Bóris?
- Venha ver primeiro, tenho certeza de que vai gostar. É seu presente. Eu encomendei de uma colega.
O almoço ficou para depois e todos correram para o quarto de Lisa. Ela puxou uma caixa de sapatos e, enrolado num trapo, estava uma carinha redonda e uns olhos verdes arrebatadores. Era impossível não se encantar com ela. Todos sem palavras, admirando o brilho daqueles olhinhos que só desejavam muito carinho para sobreviver.
- É para o seu aniversário de amanhã, mamãe. Vai gostar dele?

Enquanto os homens da casa se entreolhavam e disfarçavam o esquecimento de uma data importante, a mãe abraçava a filha e demonstrava toda gratidão pela lembrança e surpresa daquele presente inusitado. Adorava os gatos.



Visite o blog "Café entre amigos"



30 comentários:

  1. Nooooossa, que legal tua inspíração! Adorei o segredo! abraços,chica

    ResponderExcluir
  2. Boa noite amigo Augusto
    Saudades de você menino. Estou meio atrapalhada com os afazeres de final ano de escolar e sei e que você também mas vim me deliciar com esta linda história. Um lindo gesto de amor da bela liza. Uma obra visceral.
    Beijos e abraços com muito carinho e saudades

    ResponderExcluir
  3. Mano li todos os contos de Lisa Miller e
    cada um foi me surpreendendo pq é o mesmo
    tema mas cada um com sua história, sua criatividade
    Acho que da até pra fazer um livro, e o seu é muito mimoso
    acabar com esse presente é um swhouuuu, parabéns

    Buss com carinho de sempre

    •✿.•°°•°°•.•✿⊰Rita!!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Augusto! Que história legal! Você imagina mil coisas e se depara no final com algo tão singelo e bonito! Parabéns bela narrativa. Aproveito para agradecer sua visita e comentário em meu blog. Estarei sempre por aqui.
    Abraço,

    ResponderExcluir
  5. Agradeço a visita e os elogios a minha postagem. Não sou escritora, mas gostaria de ser.
    Na verdade este foi o primeiro conto que escrevi até o fim. Não sei o porquê, mas fico insatisfeita no meio da história que escrevo e termino sem terminar. Acho isto, meio louco!
    Parabéns! Gostei muito do seu Conto. Sua Lisa Miller é tão singela, um encanto de menina! Descobri que tem mais Lisa Miller malvada e com segredos misteriosos que Lisa Miller puras e românticas. Mas a realidade é esta diversidade nas pessoas.
    Seria bom que todos estes Contos se tornassem um Livro. Uma Coletânea.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Guto essa Lisa é muito fofa...adorei o conto.
    Meus parabéns arrasou!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá Augusto
    Agradeço a gentil visita
    Gostei demais do seu conto
    Sou suspeita, né?
    Tenho paixão por animais
    Esta BC tá sendo muito legal, não?
    Varias interpretações e uma só imagem
    Um grande abraço de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  8. Oi Augusto,uma linda participação no Café entre Amigos.
    Obrigada da visita e comentário em meu espaço.
    abraços e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia-mamymilu

    ResponderExcluir
  9. Oi Augusto,
    Saudade sua também!
    Durante a semana li em alguns blogs,
    a criatividade das pessoas sobre esta misteriosa Lisa Miller...
    A sua Lisa foi a mais doce e branda!
    Seu conto ficou incrível,a leitura me deixou apreensiva,
    e o final foi ótimo!
    Bjs :)

    ResponderExcluir
  10. Parabéns pelo belo conto, o que me impressionou é que nenhum conto é parecido com o outro, todos com histórias diferentes, que legal.....

    ResponderExcluir
  11. KKK...Que beleza de segredo! Eu adorei! Um prazer ler sua história! bjs e bom fim de semana,

    ResponderExcluir
  12. Augusto, amigo mais que querido, amei ler essa linda estória, conto maravilhoso, nossa, me prendeu até o final, não tinha visto a figura do gatinho, foi uma linda surpresa, "o segredo de Lisa Miller" Amei ler!
    Agora quero agradecer o carinho lá no meu blogue, sempre és bem vindo, obrigada!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Augusto!!
    Quanta sensibilidade em captar um momento tão especial entre as duas únicas mulheres da família. Um segredo real e possível!! A.do.rei!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  14. Vamos dar as mãos e fazer da Internet o nosso meio de união,
    para transformar este velho mundo num lugar
    onde todos possam usufruir do milagre da vida.
    Que nesse Natal todos nós possamos levar
    palavras de amor carinho e esperança.
    Devemos fazer isso durante o ano inteiro,
    mais muitas vezes não é isso , que acontece.
    A vida é corrida demais muitas vezes parece,
    que somos pessoas frias com o coração
    endurecidos.
    Hoje nem sempre temos tempo de mostrar
    o quanto amamos nossas amigas e amigos
    isso não justifica nossa ausência ,
    mais todos sabemos o quanto é corrida nossa luta no dia a dia.
    Nesse Natal desejo de coração muita união
    entre sua família e amigos.
    Como é bom a existência do Natal
    Como é maravilhosa a festa do nascimento de Jesus.
    Da minha postagem leve aquilo , que mais gostar.
    Um abraço carinhoso cheio de amor e saudades .
    Beijos no coração ..Evanir.
    Uia que saudades!!

    ResponderExcluir
  15. Olá amigo Augusto!

    Como estás?
    Desculpa a ausência, problemas grandes informáticos mantém-me afastada involuntariamente dos blogs. :(
    O teu conto é dos mais bonitos que li nesta bc. Adoro gatos. :)
    P A R A B É N S! !
    Obrigada pela visita.

    Beijos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Augusto que lindo o conto me fez lembrar qdo ganhei meu filhote os olhos dele assutado com a casa nova não esquecerei jamais, amo meu gatito rsrs
    E claro amei sua Lisa.

    (ps: se não fosse a Pati eu a Maria estávamos perdidos nunca escrevemos nada ela que nos deu dica com sugestões de Lisas depois de mandarmos zilhões de e-mails kk, e escolhemos a que mais nos interessou, hoje respeito muito mais quem escreve, parece fácil mas não é rs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jorge! A capacidade de escrever está diretamente ligada ao hábito de ler. Quando lemos, as imagens vão se formando em nossa mente e o enredo nos ajuda a compor uma realidade paralela à que estamos vivenciando. O inverso, ou seja, o ato de escrever, assim, dá-se mais facilmente porque as estruturas cerebrais já estão configuradas. Nosso cérebro é um órgão auto-estruturante, então é só começar a ler mais e desenvolver esse hábito que o resto vem por acréscimo. Um grande abraço!

      Excluir
  17. OI AUGUSTO!
    ESTOU ACOMPANHANDO, NA MEDIDA DO POSSÍVEL ESTA BLOGAGEM COLETIVA E TE DIGO QUE DE TODOS QUE J´QA LI, O QUE DIGA-SE DE PASSAGEM SÃO MUITO BONS, O TEU ME DEIXOU EMOCIONADA,
    PARABÉNS!
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Augusto que conto mais lindo a Lisa é um doce, amei o final não imaginava mesmo.
    Qto a estarmos sumidos é que a nete em casa é limitada se usar um dia já acabada kkkk, então para postar nos blogs deixo pro fim do mês qdo a Pati faz a blogagem ai ja lemos alguns posts tbm. Mas sempre que posso estou lendo vc o que é bom nos faz bem.
    O ano que vem resolvemos esse problema e ai terei mais oportunidade.

    ResponderExcluir
  19. Olá amigo Augusto
    A amizade é uma dádiva e não há presente, Papai Noel, árvore ou ceia que supere isso. Nesse Natal, desejo-lhe tudo de mais belo e verdadeiro. Que sua família esteja unida como manda o verdadeiro espírito natalino e que nossa amizade se perpetue por muitas e muitas festas como essa. O Natal é tempo de paz, amor e esperança e eu não poderia viver esses sentimentos sem compartilhá-los com você. Tem um mimo de natal para você neste link http://gracitaselinhos.blogspot.com.br/2013/12/natal.html Ele está personalizado com o teu nome. Um mimo simples para estreitar os nossos laços de amizade.
    Desejo que a sua semana seja muito abençoada e feliz.
    Beijos com carinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gracita! Sou grato pela amizade e dedicação. O presente já está guardado com carinho e meu comentário está lá no seu blog. Um grande abraço!

      Excluir
  20. Seu blog foi eleito como um dos melhores de 2013 pelos seguidores do Café entre amigos.
    Parabéns pelas indicações, abaixo segue o link com os dados e o selo de reconhecimento.
    Parabéns seu blog é excelente.
    http://www.cafeentreamigos.com/2013/12/seguidores-do-cafe-entre-amigos-elegem.html

    ResponderExcluir
  21. Oi, Augusto, me desculpe a demora em vir ler seu post, que por sinal está ótimo! Não imaginaria que fosse um gato.... rsrsrs adorei! Filhos sempre vêm com chantagens que não conseguimos dizer não... nos amolecem, quando querem...

    E parabéns pelo Xícara de Ouro!
    Muito bom!

    Feliz Natal, pra vc e sua família!

    ResponderExcluir
  22. Muito bom o conto.
    Parabéns!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  23. Muito bom esse conto , quem ela menos esperou te fez uma surpresa e te deu uma coisa que gostava muito enqanto os outros nem se quer lembraram. Geovana -11- 1B

    ResponderExcluir
  24. belo conto professor Augusto as melhores da vida vem das surpresas de pessoas verdadeiras que dao sem nada em troca
    Geovana loreto 3G numero 40 2016

    ResponderExcluir
  25. Adorei !!

    texto muito bom ...
    Fala simplesmente do ato da Gratidão e do Amor de sua Filha a Mãe agradando com um presente que ela simplesmente adorava !!

    Daiane Bianconi 3Termo A

    ResponderExcluir
  26. Adorei esse conto, achei bem interessante o final, porque geralmente a Lisa Miller acaba sendo uma menina malvada, com finais trágicos, porém esse final foi diferente dos outros. Belo trabalho.
    Matheus C. Fiorin - N°25 - Terceiro F

    ResponderExcluir
  27. Heloisa numero-34 3ºH

    No fim a mãe se preocupou atoa com a filha que aliás foi a unica que lembrou do seu aniversario.

    ResponderExcluir
  28. O conto é muito interessante e inspirador, quanta criatividade e inteligência professor. Aquela filha que lembrará de uma data tão especial para aquela mãe, enquanto os outros estavam preocupados em satisfazer-se de suas necessidades, muito lindo a atitude da filha. Gostei muito do conto, demais...

    Quessi Donis dos Santos 3ºE nº28

    ResponderExcluir

A configuração de comentários foi ativada.

Obrigado por passar neste espaço.
Deixe sua participação.