segunda-feira, 29 de julho de 2013

Ausência

O Sol à Terra descendo
numa tarde seca e quente,
num espetáculo tão envolvente,
que não me percebi, parado, vendo.

Sei que fiquei um tempo a olhar,
e o pensamento a voar distante.
O passado voltando diante
de mim para machucar.

Liguei o poente a uma coisa bela.
A uma mulher, que por ela
daria a vida. Mas hoje não está.

Aquele poente deixou-me triste.
Lembrou-me algo que não existe,
um presente que jamais voltará.



22 comentários:

  1. Belo poema. Enquanto houver a lembrança, mesmo que saudosa, ela estará presente.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Nossa amigo,
    Quanto amor!
    Seu poema exala um perfume inebriante que dá pra sentir daqui.
    Excelente poeta com uma sequência de ideias lindas.
    Parabéns
    Beijos Lua Singular

    ResponderExcluir
  3. Boa noite Augusto.. belissima poesia.. achei que seria metrificada em 7 silabas pelo começo que estava perfeito.. mas não deixa de ser uma profunda poesia.. te desejo uma linda noite abração
    lapidandoversos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. A ausência é sempre vazia e profunda....

    Bela poesia...

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. OI AUGUSTO!
    TOCANTE,SENTIMENTOS A FLOR DA PELE...
    LINDO DEMAIS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

  6. Que lindo, Augusto!
    Não sabia que você também gosta de versar.
    Apesar da beleza do crepúsculo, ele nos traz uma sensação nostálgica que propicia lembranças e saudades.

    Belo soneto. Adorei.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  7. Oi Augusto!
    Vim agradecer a visita ao meu blog e dizer que fiquei muito feliz, agradeço o elogio.
    Poema acompanhado de uma bela flor, acho tudo isso muito lindo.
    SUPER ABRAÇO...

    ResponderExcluir
  8. E pensar neste passado parece que dói mais. Nostalgia fere tanto que parece que vai matar.
    Lindo poema Augusto.
    Aproveitando a título deste posta, perdoe a minha ausência e obrigado pelos comentários, também me ajudaram a seguir.
    Abraços,
    Diego

    ResponderExcluir
  9. Suas poesias são profundas, é como se sua alma se manifestasse nessa linguagem chamada poesia.
    Renan Coelho - n°29 - 2/A

    ResponderExcluir
  10. Amei esse poema, essas palavras belas me comoveram, em cada trecho uma nova descoberta.

    Gabriela Nº17 2ºA

    ResponderExcluir
  11. Muito booom! Ai vemos como as lembranças são essenciais em nossas vidas. São coisas que um dia nos fizeram felizes ou ate mesmo tristes, mas se passou por nossa vida, é porque teve um significado !
    JAMYLLIR 2°C N-21

    ResponderExcluir
  12. Este poema nos faz lembrar de
    sensações e emoções marcantes que já se passou por nossa vida nos marcando como um raio ao atingir o solo,forte feroz e determinante.
    Raniery n° 33 2° D

    ResponderExcluir
  13. Adorei esse poema,as lembranças são inesquecíveis mais temos que pensar o que vamos fazer para não fazer a mesma coisas para não nos machucar a e nem ao outra pessoa ( Monalisa-26,2D)

    ResponderExcluir
  14. Uma bela maneira de retratar um sentimento tão belo ,mas porém quando se vai nos deixa com um vazio enorme ,como se estivesse faltando algo no nosso interior ,quando aquela pessoa passa e nos faz lembrar que já não voltara mais ,ou ate, mesmo quando se gosta de alguém e não consegue chegar e demonstrar os nossos sentimentos ,ficamos sem rumo sem ação .THAINA 2B-40

    ResponderExcluir
  15. adorei o poema mim lembrou de uma coisa triste que aconteceu a pouco tempo mas lembrou da sensação maravilhosa que e quando estamos com a pessoa que gostamos e damos um valor enorme a um pequeno momento e achamos q uma tragédia nunca vai acontecer conosco então acontece, mas temos aquele pequeno momento pra lembrarmos obrigado professor Augusto por mim fazer lembrar desta sensação! Anali,03,2D

    ResponderExcluir
  16. lindo demais,aquela pessoa q nos faz,falta apesar de ter partido ainda está ausente dentro de nós ainda amamos.
    (Natasha,2°D-n°28)

    ResponderExcluir
  17. Esse poema define bem o significado da ausência, muito interessante e educativo
    Douglas 2ºA Nº10

    ResponderExcluir
  18. É realmente uma incrível leitura deste poema pelo simples fato de nos fazer lembrar de momentos importantes da vida cujos fatos sempre nos marcam.

    Matheus Nº23 2B

    ResponderExcluir
  19. Um belo texto que mostra que muitas vezes uma pessoa pode não estar presente, de lado a lado, frente a frente. mas que quando se ama, a mesma saudade que afasta é a mesma que uni, porque a pessoa pode não estar perto, mas nunca sairá de dentro do coração.

    Caroline nº4 2ºB

    ResponderExcluir
  20. Adorei :), as vezes eu me deparo em situações assim também , quando olho para algo e me acordo de lembranças que já se foram mais que jamais saem da nossa memória , ótima exposição de pensamentos viu :)


    Wagner nº 43 2º A Léa

    ResponderExcluir

A configuração de comentários foi ativada.

Obrigado por passar neste espaço.
Deixe sua participação.