domingo, 23 de junho de 2013

Narcisismo

No ano de 1.909, ocorreu na cidade de Viena um congresso psicanalítico. Nele, Freud expôs seu estudo sobre a sexualidade humana e cunhou o termo narcisismo. Para reforçar seus argumentos, buscou na mitologia grega a história de Narciso, um belo jovem que desprezou o amor da ninfa Eco. Nesse mito, o jovem se apaixonou por sua própria imagem espelhada na água, onde se afogou, esgotado em ficar por dias mirando seu reflexo.
Grosso modo, o termo narcisismo retrata a tendência de o indivíduo de alimentar uma paixão por si mesmo, que não pode e nem deve ser confundido com o ‘gostar de si mesmo’. Segundo Freud, isso acontece com todos até certo ponto, a partir do qual deixa de ser saudável e se torna doentio, conforme os parâmetros psicológicos e psiquiátricos.
Freud distingue três fases narcísicas. A primeira dá-se quando a criança, diante de um espelho, possui um comportamento (gestalt) estruturante do seu eu, através de um processo de separação, distanciamento e de identificação ao outro. A segunda dá-se com o desenvolvimento da linguagem, quando o ideal do eu torna a libido narcísica, algo externo ao sujeito, como as exigências que ele terá que satisfazer e que se situam no lugar da sociedade e da cultura.
A terceira e mais discutível fase narcísica acontece quando uma pessoa não consegue satisfazer plenamente sua libido nem reprimir coerentemente seus desejos, tratando seu próprio corpo como fonte de prazer, um objeto sexual. O narcisismo, neste grau, passa a significar uma perversão, porque absorve a vida sexual do indivíduo. Projetando sobre seus parceiros características que pensa que são próprias ou só encontradas em sua personalidade, o narcisista busca neles situações que coincidam com sua forma de ser, para que possam ser amados como foram amados por seus pais.
Contudo, como outros termos extraídos do campo psíquico, vulgarmente é usado para indicar um indivíduo vaidoso (aquele que gosta de aparecer e obtém prazer em expor sua imagem), egoísta (cujo ego está em primeiro lugar e quer tudo para si), egocêntrico (que se acha o centro do universo e que todas as coisas existem a partir dele e orbitam seu ego), exibicionista (que gosta de exibir seu corpo e obtém prazer com os olhares cobiçosos dos outros), megalomaníaco (que pensa que é o melhor, por isso seus feitos são grandiosos para expressarem seu ego expandido), falastrão ou canastrão (aquele que obtém prazer em narrar seus feitos de paladino da moral, por meio de bravatas), pedófilo (aquele que obtém prazer com pessoas que estão na mesma faixa etária das primeiras fases narcísicas: crianças muito jovens ou pré-adolescentes). Outros comportamentos de caráter social são também confundidos com o narcisismo, como o bairrismo, o etnocentrismo, o ufanismo patriota etc.
Atualmente, com o avanço nas investigações sobre o indivíduo e o desenvolvimento de escolas como a Psicologia do Selfo narcisismo ganhou ainda mais destaque. Agora, o importante não é distinguir narcisismo primário, secundário ou terciário, porque todos passam condicionalmente pelas duas primeiras fases, mas sim definir a última como normal ou doentia.


26 comentários:

  1. Augusto:
    1º quero destacar seu comentário sobre Paulo Freire, lá no meu blog.
    Augusto:
    Infelizmente um dos maiores pensadores, não teve o reconhecimento merecido.
    Seu método foi desperdiçado e poucos são aqueles que lhe dão o devido valor.
    Realmente uma injustiça com um grande mestre na arte de ensinar.
    Agora sobre seu post.
    Você em poucas palavras, conseguiu descrever um dos maiores dilemas do ser humano.
    O mais legal é que usou 2 teorias que eu gosto muito, a Gestalt e a Psicanálise.
    Me formei em Psicologia e me especializei justamente na Gestalt.
    Atualmente no curso de Direito, estudei uma disciplina chamada Psicologia Forense.
    E de novo, revi alguns conceitos envolvendo a formação da personalidade dos pedófilos.
    Ainda bem que já consegui aprovação, porque esse tema me dá aflição, rsrsrsrsrs.
    Bjs.:
    Sil

    ResponderExcluir
  2. Oi Silvana! Não é de agora que se estuda o comportamento dos pedófilos, porém, tendo como base os argumentos freudianos quanto ao narcisismo nas primeiras fases, entende-se que o indivíduo pedófilo não tenha ultrapassado coerentemente a primeira ou a segunda fases, fixando sua libido na faixa etária em que estava e que permaneceu nela. É como se projetasse sua própria imagem no objeto de prazer, como se visse espelhado nele, apesar de saber que não é aquele que lhe dá prazer. Também é por isso que, geralmente, ele se desfaz daquele objeto (mata) porque, depois de satisfeito seu desejo, a consciência do real vem à tona e, nalgumas vezes, ele se arrepende, até que o desejo lhe seja insuportável e necessita de ser novamente satisfeito.

    ResponderExcluir
  3. Olha Augusto esse tema é sensacional
    falar tudo isso em partes, vc explicou bem, ,as a terceira é a pior poxa tem tantas coisas que a gente nem sabe, mas é lendo e prendendo
    Mas tem muitos e muitos narcisistas por ai, se exibindo para o mundo
    Eu gostei mais uma vez de saber
    Bjuss de boa terça
    Bjs
    Rita!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Augusto!
    Gostei muito de ler um pouco mais sobre a mitologia grega e,pensar em como tudo é tão antigo e tão atual ,tão mitológico e tão verdadeiro.
    vendo sua resposta ao comentário da Silvana fica ainda mais fácil entender isso.
    ABRAÇO...

    ResponderExcluir
  5. Um tema excelente e confesso, adorei a aula, perfeita, tirei muitas dúvidas. Um bj Augusto e obg por seu carinho.

    => Gritos da alma
    => Meus contos
    => Só quadras

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde saudoso Augusto..
    primeiramente maravilhoso texto, bom para nosso entendimento.. minha area poesia rsrs mas sempre bom ficar por dentro de amplos assuntos..
    muito grato pelo teu comentario florbela espanca maravilhosa... foi uma das minhas primeiras leituras depois de Alavares de Azevedo.. e como na epoca eu tb era bastante melancolico pude criar obras belissimas inspirado nela.. só fiz o que julguei certo mesmo tendo um enorme trabalho para fazer essas homenagens pois não é bem assim dar vida a um soneto dedicatório.. então sempre muito grato pela tua visita tb estou vindo aqui seguido.. grande abraço meu amigo e um lindo dia

    ResponderExcluir
  7. Olá!Boa noite
    Augusto
    Como vai? Comigo tudo bem!
    ...aprendi muitas novidades aqui . Me remete invariavelmente a ênfase que deve-se dar a ampliação do estudo do narcisismo por parte da psicologia. Até agora, penso eu que sou leigo no assunto, a psicanálise tem se concentrado apenas no estudo das neuroses de transferência, daí a ênfase na teoria sexual, outras condições tais como psicose e perversão,e a sexualidade da libido.Concentrar-nos estudos que trará luz a si mesmo, sobre a psicologia do self, é o caminho. De qualquer forma, torna-se um assunto emergente devido ao caráter universalista de sua manifestação. Atenção que justifica-se em decorrência do quanto afetou e afeta as mais diversas dimensões do existir humano, seja social, econômica...
    Obrigado pelo carinho da visita
    Boa quarta feira
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Uau!! Eu conhecia a lenda de Narciso um pouquinho diferente, mas adorei saber a história toda com tantos detalhes... na versão que li, dizia que Narciso havia rejeitado o amor de Eco, e isso provocou a fúria dos deuses... apaixonar-se pela própria imagem teria sido seu castigo.

    ResponderExcluir
  9. Bom dia amigo Augusto
    A tua explanação nos remete ao passado dentro da mitologia e nos dá um tranco ao equacionarmos o qual atual ela é. Saber encontrar o equilíbrio é a chave para um comportamento aceito dentro da sociedade. Um privilégio te ler meu amigo. Tuas colocações são perfeitas e nos incitam a uma bela reflexão.
    Um dia iluminado pra você
    Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  10. Bom dia Augusto,
    Obrigada pela explanação sobre as
    fases narcísicas.
    Um abraço \o/

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde Augusto,
    Estou passando para conhecer você, seu blog e suas escritas.Te vi em um comentário no blog da Clau e cá estou...É visitando os amigos e conhecendo outros blogs, que vamos aprendendo sempre um pouco mais.Conhecia uma fase do narcisismo, mas aqui tive a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre esse ser tão complicado...Admiro muito quem consegue colocar no papel o que vai na alma e no coração, li alguns dos seus poemas e adorei...Fora o aprendizado reflexivo que encontrei lendo suas outras escritas...
    Parabéns!
    Beijos
    Marilene

    >Marilene folhas flores e sutilezas</

    ResponderExcluir
  12. Desconhecia que existiam 3 graus de narcisismo, gostei muito do texto ficou claro e consegui entender muito bem, qto as pesoalidades egocêntricas, egoístas e etc..., da vida é muito complicado a convivência, conheço muitas pessoas assim e no fundo tenho pena, pq na maioria das vezes são solitários e ninguém quer estar perto.

    ResponderExcluir
  13. Oi Augusto
    Como sempre um ótimo e bem elaborado texto. Adorei!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  14. Oi Augusto. E mesmo assim fica difícil compreender a pedofilia. Ótimas informações. Abraço!

    ResponderExcluir
  15. Amei o post,Augusto.

    Gosto demais de mitologia,principalmente com textos esclarecedores como o seu.


    Obrigada pelas visitas e comentário sobre meu texto "Sou Idiota".

    Ser idiota para mim é ter educação,carinho,sentimento,vibração sem ser tola!


    Beijos e lindo finalzinho de quinta


    Donetzka




    ResponderExcluir
  16. Olá Augusto, tudo bom?
    Obg pelo carinho de sua visitinha :D
    Adorei o post e poder relembrar de Freud que tanto estudei nos tempos de facul :)
    Bom dia e bom fim de semana!!!

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde,Augusto!Um excelente texto e muito esclarecedor e curioso tb.Podemos refletir sobre nossas atitudes e comparar com os três tipos aqui descritos.bjs e bom fim de semana,

    ResponderExcluir

  18. Olá Augusto,

    Excelente artigo, que me trouxe grandes acréscimos.
    Esta terceira fase narcísica é realmente curiosa.
    Conhecia um pouco mais sobre o uso vulgar do termo, mas mesmo assim fiquei surpresa com o aspecto da pedofilia.

    Obrigada por sua atenção e gentileza. Minha sobrinha passou bem pela cirurgia e está em recuperação, graças a Deus.

    Ótimo final de semana.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  19. Oi amigo professor, tomei a liberdade para citar seu nome na postagem sobre plebiscito, caso queira ver, ficarei lisonjeada!

    Parabéns belíssimos blogs

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Meu amigo Augusto, primeiramente perdoe-me pela ausência, tive uns perrengues pessoais que me impediram de vir à internet e fazer outras coisas, como eu gostaria. Agradeço por demais da conta sua presença no meu blog e que você já é imprescindível por lá :D e poxa valeu por lembrar da minha dúvida e me esclarecer, como a tantos outros. Adorei a aula e sempre tive minhas dúvidas quanto ao narcisismo, sempre o achei mal empegado por muitos. E sem querer, tinha razão. Fica agora muito mais claro pra mim. Bom saber que nosso gênio da psicanálise que utilizou o termo pela primeira vez e o fez se tornar um termo mundial. Agora vou utilizá-lo (o termo narcisismo) de forma muito melhor. Obrigado pela aula. Abraços meu amigo professor Augusto!

    ResponderExcluir
  21. O excesso de vaidade pode fazer mal ao ser humano, e pode desenvolver tantos problemas sociais como psicológicos que afetam a si mesmo!
    nome:Victor 3ºB Nº38

    ResponderExcluir
  22. Há pessoas que pensam que o mundo gira a sua volta, assim, pensa que sua aparência é a mais perfeita, suas qualidades são as melhores e seus defeitos... isso pensam que não têm. Ta certo que isso é bastante comum de se ver, mais como mostrou no texto, isso pode ser uma doença psicológica grave. As pessoas assim, poder ter muitos problemas sociais, pois querem que todos os outros sejam igual a ela!
    Julia 3B Nª18

    ResponderExcluir
  23. Narcisismo deveria ser considerado uma doença , pois infelismente as pessoas deixam de ver o que a ao seu redor para olhar somente para seu umbigo
    Bruna Caroline 2°F

    ResponderExcluir
  24. Podemos dizer que Narcisismo , é a característica de personalidade de paixão por si mesmo.
    Ramony 2D - nº37

    ResponderExcluir
  25. Hoje em dia, a beleza é considerada o aspecto mais importante para a sociedade. É um absurdo para as pessoas do mundo de hoje sair de casa sem estar "bem vestido", claro que, temos que cuidar de nós e temos que nos valorizar, porém não acessivamente, vivendo só para isso, apenas para "causar" lá fora. O narcisismo é doença sim, e mexe com a vida psicológica de milhões de pessoas que tem só um objetivo: ter a atenção totalmente voltada à ela. Tudo que é demais faz mal; temos que parar de dar importância para "o que vão achar?".
    Hellen 2ºA nº20.

    ResponderExcluir
  26. Bom dia, estava pesquisando sobre narcisismo encontrei seu blog. Eu convivi com um narcisista por anos, era apaixonada e encantada por ele mas só apos mais de um ano separada foi que enxerguei a verdade sobre a personalidade dele, egoísta, manipulador, mentiroso, abusador, sempre me colocava como inferior a ele e na verdade ele que sempre foi tudo o que ele dizia que eu era de ruim.

    ResponderExcluir

A configuração de comentários foi ativada.

Obrigado por passar neste espaço.
Deixe sua participação.