quarta-feira, 12 de junho de 2013

Desnamorando

A liberdade em que me mantivera
durante, do amor, a ausência,
não causou angústia na espera
e nem descompasso no coração.
Ao esperar com paciência
por este amor, vil quimera,
não percebi que a consequência
era manter-me num grilhão.
Na posição em que me pusera
de aceitar a incumbência
de que a mente não pondera
este amor de perdição,
ele veio, e instalou-se sem clemência
e deste hospedeiro se faz megera.
Pouco se deu pela decadência
do meu incauto coração.
A vontade de ser livre como era,
de recuperar minha inocência
e despir este mal que dilacera
passou a ser, agora, minha intenção.
Meu ser, não quero nessa pendência
nem saber que a razão não a tolera.
Quero de volta minha vivência,
não nego, de liberdade sem condição.
Que o amor mais prende, eu não soubera,
do que liberta. Pura demência!
É na distância dele que se libera
de um jugo tirano e sem compaixão.



20 comentários:

  1. Olá meu querido
    O amor quando vivido em comunhão nos traz felicidade. O amor é o sentimento mais perfeito, que envolve o ser humano na sua totalidade: espírito, alma e corpo. Que este dia seja celebrado evidenciando o amor que une dois seres apaixonados. Feliz dia dos namorados!
    Beijos com carinho
    Gracita

    ResponderExcluir

  2. Querido amigo Augusto. Vim agradecer o carinho que me dedicou indo até minha festinha virtual deixando lindo comentário, com felicitações pela passagem do meu aniversário.
    Com certeza, o dia ficou mais lindo com a sua presença e lindas palavras que me dirigiu.
    É maravilhoso perceber o quanto se pode ser feliz com amigos como você… O que posso dizer com pessoas maravilhosas que Deus colocou em minha vida. Obrigada por todas as felicitações !
    Que Jesus derrame chuvas de bênçãos sobre você e todos que amas.
    Lourdes Duarte.

    ResponderExcluir
  3. Augusto.

    Vim agradecer o comentário em meu blog.

    Ótimo final de quarta.

    Abraços

    Donetzka

    ResponderExcluir

  4. Olá Augusto,

    Celebração inversa para o dia de namorar-rsrs. Bem interessante.

    Um amor verdadeiro só traz felicidade para corações apaixonados.

    Muito criativo.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Que lindo Guto um poema que toca o coração e claro faz pensar, existem Amores e amores, sorte de quem encontra o que faz bem e não o que aprisiona.

    ResponderExcluir
  6. Augusto. Amor sem liberdade é gargalo. Mas, poesia é sempre calmaria que eu aprecio muito. Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Oi Augusto,bom dia :)
    Arrasou hein?!
    Um poema profundo e questionador.
    O amor liberta.É a gente que se prende!!
    Todavia,se nos sentimos limitados,é preciso então desvencilhar-nos...
    Um abraço \o/

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Augusto belíssima poesia .. rimada e cheia de vida.. gostei de todas as rimas que terminaram em era.. tinha umas que nunca usei já separei aqui.. grande abraço meu amigo

    ResponderExcluir
  9. OI AUGUSTO!
    TENS RAZÃO, FALAMOS EM NOSSOS TEXTOS DO MESMO ASSUNTO, CORRENTES, GRILHÕES,PRISÃO...
    A DIFERENÇA ESTÁ EXATAMENTE NO TIPO DE AMOR A QUE NOS ESTAMOS REFERINDO, AQUELE QUE QUER ESTAR ACORRENTADO AO OUTRO, MAS PELO AMOR QUE LIBERTA, PARA DAR ESPAÇO AO OUTRO E AQUELE QUE PRENDE PELO EGOÍSMO , PELA INSEGURANÇA E QUE FAZ SOFRER, AI NÃO É AMOR NÉ?
    ACHEI LINDO E INTERESSANTE TEU TEXTO,JUSTAMENTE POR TERMOS TIDO PELO MESMO ASSUNTO VISÕES TÃO DIFERENTES E AO MESMO TEMPO, PASSÍVEIS DE ESTEREM SENDO VIVIDAS POR ALGUMA PESSOA NESTE EXATO MOMENTO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Um belo desabafo...

    Gostei Muitíssimo!

    Bjos

    ResponderExcluir
  11. é amigo nem sempre o amor é a salvação muitas vezes ele é um bom vilão mesmo! Estive ausente do meu blog mas já retornei! Abraçoss

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde!!
    Que poema tocante , vai la no fundo e volta mais lindo ainda, belo poeta vc está me saindo heim mano....PARABÉNSSSSSSSSSSSSSSSS

    Deixo um abraço e um bom final de semana
    Bjuss
    Rita╭•⊰✿¸.•*ღ ღ¸╭•⊰✿

    ResponderExcluir
  13. Augusto,
    as outras faces deste sentimento, que se espera ser somente alvissareiro, trazem reflexos que não esperávamos e que por vezes ofuscam a luz inicial.Melhor conhecê-las cedo do que remoê-las tarde.
    Belo poema, Parabéns!
    Abraços e bom final de semana.
    Calu

    ResponderExcluir
  14. Grande Augusto,

    Me encontrei nesta situação durante muito tempo. E posso dizer que funciona bem assim. Não vim aqui para dizer que tudo foram pedras, mas muito menos foram flores.
    Interessante, que nos teu poema você retrata desde quando o 'eu lírico' procura por este amor, absorve as consequências dele e depois faz uma análise, concluindo por fim que o amor (na relação afetiva) é um cárcere onde não há compaixão, mas há tirania (sempre alguém vai querer exercer um poder naquela relação).
    Grandioso este texto. Muito importante para mim. Sempre que passo aqui aprendo mais, rs. Abraços Augusto, do amigo Diego.

    ResponderExcluir
  15. Augusto,nem sempre o amor liberta.Há vezes em que nos aprisiona tb!Lindo poema,adorei!bjs,

    ResponderExcluir
  16. Belo poema Augusto, ...É na distância dele que se libera/ na liberdade dele que se pondera/ se liberdade há sem condição//

    Adorei
    Parabéns

    ResponderExcluir
  17. Olá querido Professor !!
    Uma poesia expressada com um sentimento comum e incomum ao mesmo tempo onde as pessoas acham que amam,e sem nem saber o que realmente é o amor.Amar pra me é,mim sentir livre como um pássaro,liberta como as margens de um rio,e flutuar nos pensamentos de um sentimento tão lindo é ser livre,é viver,e respirar calmamente ...
    Ana Carolina 2° A N°1

    ResponderExcluir
  18. O texto fala sobre um amor incondicionalmente lindo,mas acima de tudo não quer deixar de perder a liberdade,vivencia,a inocência e pureza de uma pessoa.
    Jennifer Sanches 2° N° 12

    ResponderExcluir
  19. Um texto bem interativo que e tocante feito com belas palavras e que definem muito bem o poema :)
    Douglas 2ºA Nº10

    ResponderExcluir
  20. Um texto bem interativo que e tocante feito com belas palavras e que definem muito bem o poema :)
    Douglas 2ºA Nº10

    ResponderExcluir

A configuração de comentários foi ativada.

Obrigado por passar neste espaço.
Deixe sua participação.