sábado, 11 de maio de 2013

Didática de mãe


Fale! Veja! Brinque! Ande! Sorria! Peça! Dê tchau! Escute! Repita! Engole! Devagar! Coma! Não suje a parede! Tire a mão daí! Vá se trocar! Vê se não demora! Volte logo! Olhe o dinheiro para o lanche! Leve uma blusa! Não pesa! Vê se não esquece, heim? Vem para o almoço? Não coma porcaria por aí! Tire a toalha da cama! Não responda! Vai chover, leve o guarda-chuva! Ouviu bem o que eu disse? Não sabe dar descarga ainda? Guarde esses tênis! Vá lavar as mãos! Coma tudo! Respeito é bom e tudo mundo gosta! Pegue só o que vai comer! Com quem está saindo? Seu pai já está sabendo? Não tem lição de casa? Onde pensa que vai? Retire os pratos da mesa! Arrume essa bagunça! Penteie esses cabelos! Cuidado por onde anda! Lave bem as orelhas! Arrume essa gaveta! Não molhe o banheiro todo! Abaixe a tampa da privada! Não aceite bebida de ninguém! Não chegue tarde, entendeu? Cuidado com os estranhos! Escove bem os dentes! Enxugue bem as costas! Está namorando? Pode catar tudo isso! Arrumou o material da escola? Saia da rua! Olha as companhias! Saia desse computador! Não vá se meter com drogas! Acorde! Ande! Senta! Coma! Lave! Vista! Leia! Espere! Não grita! Não insista! Já chega! Pode ir! Não se esqueça de agradecer! Agora não! Desligue a televisão! Faça isso agora! Não brigue! Vá dormir! Tire o dedo daí! Arrume a cozinha! Seja breve! Não minta! Traga isso para cá e leve aquilo para lá! Devolva o que não é seu! Não quebre! Tenha paciência! Não é assim que se faz! Pensa que já sabe tudo? Vou ter um netinho? Cresça e apareça! Já vai? Quando vem me visitar? Vou fazer aquele prato que você gosta! Estou me sentindo sozinha! Não tenho mais forças! Estou esquecendo as coisas! A idade pesa! Quem vai cuidar de mim? Seja feliz! Ainda tenho muito amor! A blusa que fiz serviu? Meus cabelos estão branquinhos! Estou indo, fique com Deus!


30 comentários:

  1. Que lindo, tudo isso é mesmo próprio de mãe, nem que seja só por desencargo de consciência, elas rezam, abençoam, enfim é bem assim!
    Que saudade da minha, ela se foi faz tanto tempo,ainda me sinto órfã!
    Abraços amigo lindo e querido, amei esse texto, bem assim, mãe é mãe em todos os lugares do mundo, acho que até no céu elas dão uma chegadinha perto da gente para continuar a nos alertar e tentar proteger!

    ResponderExcluir
  2. Oi meu querido amigo!
    Mas que delícia de texto!
    Me vi inteirinha neste texto e da mesma forma a minha mãe. Na verdade somos quase cópias da nossa mãe. Seguimos seus exemplos à risca e na maioria das vezes nem nos apercebemos. Que o seu domingo seja perfeita e que a comemoração seja plena de sentimentos sublimes como o carinho, a ternura e amor.
    Beijos
    Gracita

    ResponderExcluir
  3. Ohhhhhhh..que beleza eu chorei querido....

    Um abração e bom domingo

    ResponderExcluir
  4. Oi Augusto.
    Vc sempre se superando hein?!
    Cada texto melhor que o outro.
    Achei tão comovente esse post.
    Existem mães que são verdadeiras escultoras.Elas dizem coisas que a gente nunca esquece e sempre podemos aprender com elas.
    Externemos nossa gratidão à elas,pois haverá um momento,onde cultivaremos apenas doces e delicadas lembranças que vão alimentar os dias de saudade :(
    Na véspera do Dia das Mães foi muito bom ler um texto com pormenores de emoção.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Que lindo!
    Diz tudo, descreve perfeitamente as mães,jovens e idosas me vi ai nesse texto.
    Ótimo domingo para você Augusto.

    ResponderExcluir
  6. OI AUGUSTO!
    LINDO E EMOCIONANTE.
    MÃE É ASSIM MESMO, INCANSÁVEL EM SEU AFÃ DE ORIENTAR ESTE SER PELO QUAL SE SENTE RESPONSÁVEL E SABE, QUE SÓ SERÁ FELIZ SE ELE TAMBÉM O FOR.
    MAS, POBRES MÃES, QUE MUITAS VEZES NA VELHICE FICAM ESQUECIDAS NUM CANTINHO COMO UMA PEÇA VELHA E SEM UTILIDADE.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Esse texto é realmente muito bom,diz tudo, descreve a vida inteira, extremamente criativo! esbarrei no seu blog através do Blog de Gracita.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Augusto não conhecia este seu espaço, ameiiiiii, este texto é perfeito, isso é de todas as mães, eu como outras mães, se viu neste seu extraordinário texto.
    Obrigada pela homenagem, e pela sua agradável visita.
    Feliz domingo para você junto de seus.
    Abraços, Clarice

    ResponderExcluir
  9. Oi, Augusto!

    Tu és tão inteligente e criativo!

    Isso lhe disse e diz sua adorada mãe Aurora. Acertei?

    O jogo de verbos e de expressões antónimas, contraditórias, até, está uma delícia de se ler.

    PARABÉNS À SUA AMADA MÃE E A TODAS AS MÃES, EM ESPECIAL, ÀS BRASILEIRAS.

    Beijos da Luz.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  10. MEU IRMÃOZINHO querido, nesses meus quase 60 anos acho que falei tudinho viu rsrrssr...tbém com 4 filhos já viu, achei maravilhoso esse texto
    nosssa e quanta saudade me deu de dizer essas palavras, mas tem uma ai que ainda falo, uma bela homenagem as mães DIVINA mesmo
    Abraços de um domingo feliz
    Até daqui a pouco na nossa MÃE
    Bjussss
    Rita!!!

    ResponderExcluir
  11. Oi Augusto
    Dizer que vc escreve bem é chover no molhado, mas este texto, ficou incrível! Vc é muito criativo! O texto foi de uma sensibilidade que só um bom filho e muito antenado poderia ter escrito! Me diz uma coisa, como vc guardou tudo que sua mãe te disse?kkkkk. Porquê mãe é tudo igual mesmo kkkkk, eu me vi falando até certa parte do texto. Parabéns!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  12. Que lindo, é tanta coisa, e tantas lembranças vão surgindo com cada palavra, adorei...
    Um abraço carinhoso

    Paty Alves
    Ágape Amor Verdadeiro
    Patyiva
    Vou Conseguir

    ResponderExcluir
  13. Olá Augusto, obrigada pela visita e felicitações pelo dia das mães.
    Quanto a sua homenagem, belo texto.
    Realmente todas são verdadeiras didáticas das mães. Addorei.
    Abraços, uma semana de muita paz.

    ResponderExcluir
  14. Augusto:
    Você retratou brilhantemente todas as formas de carinho e preocupações das mães.
    Vim retribuir sua visita e me encantei com seu blog, principalmente com sua descrição sobre o conhecimento, no item Quem sou eu.
    Quanto ao comentário que deixou no meu blog, no post Sorrisos, você está certíssimo, e eu penso da mesma forma.
    O sorriso abre portas e funciona contra o mau humor alheio, rsrsrsrsrs.
    Aproveitei a visita e já me tornei sua seguidora, de agora em diante, vou marcar ponto por aqui, rsrsrsrs.
    Boa semana.
    Bjs.:
    Sil
    http://www.meusdevaneiosescritos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Achei engraçado no começo porque é exatamente assim, mas no final qdo diz meus cabelos estão branquinhos estou indo.... emociona, parabéns.

    ResponderExcluir
  16. É isso aí..........mãe diz tudo isso e mais um pouco...rs

    Adorei!

    BJos

    ResponderExcluir
  17. Augusto, foram poucos os textos em homenagem às mães que me dei ao trabalho de comentar. Incrível como muitas coisas sérias são tão banalizadas ou "endeusadas" por religiosidade e pessoas (até mesmo as próprias mães, "coisificadas") acabam por aceitar este estigma sem questionamentos. O post de uma blogueira que admiro muito e que também acabei por comentar, me fez refletir sobre isto.
    São blogues como o dela e o seu, que nos levam à reflexão, os que realmente valem a pena, mesmo que correndo, passar, ler e comentar.
    Muito interessante o ritmo que foi dando ao texto, no início toda aquela "chatice" superprotetora e intransigente e no final, mostrando o ser humano que há por trás do termo "mãe", que morre, envelhece e precisa dos outros como todo ser humano.
    Muito bom!

    ResponderExcluir
  18. Fantástico este texto nos mostra em resumo como o amor de mãe pode ser tão protetor e ao mesmo tão autoritário, com tantos cuidados, tantas ordens, tantos comandos! Devemos nos auto avaliar para encontrar o equilíbrio! Parabéns!

    ResponderExcluir
  19. Ola Professor, lendo o texto didática da mae, por um momento achei que ela estivesse ao meu lado falando todas aquelas coisas que ja sei, mais ela insisti em dizer quase todos os dias. Mais professor o seu texto as suas palavras me fez prestar mais atençao no carinho e no cuidado de quase todas as maes e a valorizar tanto esses cuidados. Parabéns.
    Aluna= Tainara Fernandes 2A n°35

    ResponderExcluir
  20. Me identifiquei muito com o texto , moro longe da minha mae e sinto muita saudade e afinal toda mae que ama e igual haahhhaha !

    Rodolfo 2°a

    ResponderExcluir
  21. Me identifiquei com o texto, minha mãe diz as mesmas coisas! Não moro com meus pais, e sinto muitas saudades deles. Faz 2 anos que moro longe do meu pai e da minha mãe! Enfim, ótimas palavras! Parabéns :)
    nº:25
    2ºA

    ResponderExcluir
  22. Augusto , disse tudo , adorei a sua citação , realmente mães sempre nós cobrando e nós ensinando a viver , e quando estamos preparados para viver ela se vai e nós deixa caminhar com as nossas proprias pernas da maneira que ela nós ensinou desde quando eramos um bebezinho. Tão amadas mães , mas infelizmente seus cuidados um dia se acabam , bom seria se fosse eternos!

    Greice jaqueline n°67 2°G

    ResponderExcluir
  23. Nos ensina a viver e se vai deixando cada dia a maior saudade e a falta de todos os bens e cuidados que nós proporcionam antes de irem.
    Alef n°50 2°G

    ResponderExcluir
  24. Olá Augusto !
    Adorei o texto,tem tudo a ver com minha mãe. As mães realmente são assim,sempre cobrando e nos ensinando a viver com dignidade.

    Patricia nº 33 2ºC

    ResponderExcluir
  25. Oi Augusto,
    Adorei a citação,minha mãe realmente é assim.Esta sempre me cobrando pra que eu seja uma mulher com dignidade e bem formada.

    Jenifer Bruna nº 22 2º C

    ResponderExcluir
  26. Adorei o texto, realmente minha mãe quer que eu seje uma mulher com dignidade e tenha um futuro bom.
    Todas as mães são assim, elas brigam mas nos amam muito, porque elas sempre querem o nosso bem e se preocupam.
    Eu amo minha mãe!
    Nathália, 2ºA, nº: 24

    ResponderExcluir
  27. Toda mãe fala isso ou já disse isso , mais uma coisa que me veio na cabeça foi que tem tantos adolecêntes que brigam com suas mães por coisas tão insignificante que falam tantas coisas que magoam suas mães , mais eles não entendem que infelizmente mãe não é para sempre que um dia ela se vai para nunca mais voltar e que você vai sentir saudades de quanto ela puxava a sua orelha quando preciso e quando ela sempre fala a mesma coisa '' toma cuidado'' , '' olha lá oque vai fazer em ''. Nesse momento você dizer que não nunca ira sentir saudades, mais sim você vai ! Então de valor as coisas boa da vida, a sua mãe , pai ,familia e etc.. Porque a vida passa e a gente nem ve
    Geovana - 11- 1B

    ResponderExcluir
  28. como diz o velho ditado né ?! "Mãe é todas iguais só muda o endereço!" Bom o texto e muito bom,me identifiquei bastante!
    Alan Goes Cortez 3ºE nº1

    ResponderExcluir
  29. Mãe esta sempre um passo em nossa frente, nos conhecendo até mais que nos mesmos..mãe esta na nossa infância, adolescência e muitas vezes na nossa faze adulta mãe e princípio meio mas não alcança o fim de nós filhos,juíza, advogada,baba, motorista entre outras coisa que nossa mãe passou e passa por nós,muitos não reconhecem isso e acabam não dando valor para as mães, mas ela continua vendo aquela criança indefesa muita das vezes pouco responsável, mãe e surpresa por isso pense bem antes de falar o que aparece na cabeça sem pensar e acabar machucando essa surpresa .
    (Allison E. nº6)

    ResponderExcluir
  30. Texto super realista, uma mãe gasta toda sua vida para cuidar de um filho, se preocupar.
    Depois que temos essa dadiva da qual é ser mãe não vivemos mais para nos e sim para nossos filhos .
    damos amor, carinho, educação...
    Mas não é inevitável que depois de os ensinar acabaremos só.
    O amor de mãe jamais acaba e somos feliz quando vemos nossos filhos felizes. DAIANE CRISTINA DE FREITAS 3 TA .

    ResponderExcluir

A configuração de comentários foi ativada.

Obrigado por passar neste espaço.
Deixe sua participação.