segunda-feira, 26 de novembro de 2012

O papel da mídia

A mídia possui múltiplas formas de manifestação: a televisão, o cinema e a internet usam e abusam das imagens e dos sons; o rádio, além do som, cria e recria a imaginação dos ouvintes; as revistas, jornais, outdoores, faixas, folders, flayers, tablóides e outros se baseiam na forma escrita de comunicação, mas também usam fotos impactantes para reforçarem as mensagens transmitidas. Há ainda outras formas, como as mensagens de celular, e-mails, spams, blogs e redes sociais. Sendo assim, as pessoas são bombardeadas diuturnamente por mensagens que, em sua maioria, são descartáveis, inúteis e, algumas vezes, lesivas. Dessa forma, assume relevante papel porque ajuda a formar visões e comportamentos ao veicular imagens eróticas, reportagens violentas, distorções da realidade e programas alienantes que cativam e transformam os ouvintes/espectadores/internautas em autômatos, ou seja, em meros “participantes” passivos. A interatividade, nos casos, é ilusória, enganosa. Ainda mais, servem de estímulos a crianças, adolescentes e adultos imaturos e alienados, incrementando a ansiedade, alimentando fantasias sexuais e imbecilizando as pessoas. Afora sua tarefa precípua de informar e veicular campanhas educativas, mesmo que inadequadas e sem um público dirigido, na maior parte moraliza e reforça preconceitos e estereótipos, principalmente quando elaborada por pessoas mal-intencionadas. Como um mal necessário, toda esta mescla de mensagens pode resultar em falsos conceitos, determinar valores discutíveis e enveredar gerações por caminhos tortuosos. Claro que as pessoas são livres para escolher os programas, reportagens, documentários e utilizar várias formas de comunicação. Porém, será que elas estão preparadas para filtrar dentre tudo que é veiculado o que é formativo, educativo e edificante? Será que as pessoas querem mesmo procurar conhecimento ou, além disso, outros modos de interatividade, já que, de certa forma, estão protegidas pelo sigilo? Sic! Porque a mídia é livre, será que ela pode veicular o que bem entender, colocando as pessoas em risco, já que não se pode dela prescindir? Como é possível proteger as crianças e jovens, esquivando-os de uma má formação? São tantas questões sem respostas!!!

18 comentários:

  1. Oiii amigo, sabe que lendo seu texto lembrei de uma frase que li ontem
    " Se o seu passado te condena imagina o seu histórico de navegação" na hora achei até graça mas depois fiquei pensando nisso e quem temo filhos sabe como é complicado monitorar, acho que tudo em excesso e que instiga maus comportamentos é perigoso e a net mesmo com toda informação infelizmente muitas vezes é um instrumento nocivo, melhor mesmo é escolher um bom programa na tv rsrs abraçosss

    ResponderExcluir
  2. Augusto, bom alerta aqui nesse texto, pois é, tem de tudo, concordo contigo sobre o bom ou mau uso dos meios de comunicações!
    Meus filhos cuidam, assim como eu cuidei deles em relação aos filhos deles, meus netos, pois tudo é mesmo questão de principios e boa educação!
    Internet é bom, mas tem de se ter discernimento para poder tirar bom proveito, tanto quanto quaisquer meios de comunicação!
    Grande abraço professor!

    ResponderExcluir
  3. super válido e consciente este alerta ,gostei demais !!!

    Beijo no coração,uma semana iluminada !
    Lílian -Blog:”Duas Moças Prendadas!”

    ResponderExcluir
  4. OI AUGUSTO!
    ESTÁ DIFÍCIL, ESTA TAREFA DE SE PROTEGER E AOS NOSSOS DESTA EXPOSIÇÃO QUE A MÍDIA OFERECE, PIOR É PARA QUEM TEM FILHOS ADOLESCENTES, POIS, AFASTÁ-LOS DELA, NÃO TEM COMO, VIGIÁ-LOS É O CAMINHO EMBORA, TAMBÉM TAREFA DESAGRADÁVEL.
    BOM TEXTO.
    ABRÇS


    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
  5. Oi Augusto,td bem?!
    Pois é...sobre esse assunto,existem mesmo muitas questões sem respostas.
    Mas eu creio que a maioria das pessoas não consegue filtrar o que é veiculado na mídia.E a mídia por sua vez abusa do poder que tem...
    Abraços \o/

    ResponderExcluir
  6. Oi Augusto,

    Bem oportuna sua definição sobre a mídia, infelizmente poucas coisas prestam na televisão, e no Brasil só frisam tragédias e desgraças, o Brasil tem tanta coisa boa pra mostrar, mas acho que as coisas boas não dão ibope não é?...

    Obs. Pensei em vc essa semana quando visitei a livraria El Ateneu aqui em Buenos Aires, puxa vc iria adorar, é simplesmente fantástica!

    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Olá Multiplicador Augusto, boa tarde! Venho em nome do blog Educadores Multiplicadores.
    Educador, você já conhece nossos novos parceiros?

    Estamos convidando você a:
    - Conhecer os novos blogs divulgados;
    - Saber quem são os multiplicadores do mês;
    - Retribuir comentário em sua postagem (caso tenha), (encontre seu blog de forma fácil através de página ‘índice’);
    - Deixar um comentário para outro blogueiro e ele o retribuirá;
    - Aproveitar a visita e fazer novas parcerias/seguidores;
    _ E Também saber as novidades.

    http://www.marquecomx.com.br/
    http://www.educadoresmultiplicadores.com.br/

    O projeto crescerá com a união e a divulgação de todos nós. Mais uma vez, obrigado pela parceira e amizade.
    Excelente semana, fiquemos na Paz de Deus e até breve.

    ResponderExcluir
  8. Boa noite, Augusto uma excelente crônica, tudo tem dois lados, mas com a internet fica cada vez mais difícil de conseguirmos abranger tudo que filhos ou netos entram em contato, penso que antes de vigiar o que é necessário, é preciso dar uma boa formação, um bom alicerce. Augusto tem um presente pra você em meu blog, fique a vontade pra aceitar ou não, sei que o tempo de todos é curto, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  9. Augusto,tem razão!A comunicação avançou tanto nos ultimos anos que as informações são as mais variadas e estão disponiveis a quem quiser ver, sendo quase impossivel filtrar tudo!Excelente cronica!bjs,

    ResponderExcluir
  10. Olá meu amigo.
    Como sempre primoroso em seus escritos. Você nos faz um alerta importante sobre o uso das mídias e do seu papel, podendo ser benéfica quando bem utilizada e causando prejuízos morais muitas vezes irreversíveis. É nós como educadores temos como objetivo contribuir para a formação do cidadão consciente e responsável e este tema é primordial em nossas de discussão pois os nossos alunos são os nativos digitais e para eles devemos propor esta discussão. Amei o texto. Valeu a reflexão. Parabéns Augusto. Abraços com meu carinho
    Gracita

    ResponderExcluir
  11. Disse muito bem:
    Será que as pessoas querem mesmo procurar conhecimento ou, além disso, outros modos de interatividade, já que, de certa forma, estão protegidas pelo sigilo?
    Creio que hoje em dia infelizmente não, o que vejo é uma total falta de interesse apesar de todo o acesso que temos, lamento pelo futuro que nos aguarda.

    ResponderExcluir
  12. Verdade Augusto, o ideal é ter equilibrio e filtrar as informações, não se alienar a ser levado a opinião que a mídia sugere, não dar mais atenção as notícias negativas que ela traz, utilizar como modo de informação e atenção e não de revolta e violência. Gostaria que a mídia trouxesse mais notícias benéficas, edificantes, de ajuda, de paz, mais acho difícil porque não traz audiência não é mesmo.
    Um grande abraço.
    Paty Alves
    www.agape-amorverdadeiro.blogspot.com
    www.patyiva.blogspot.com
    www.tentardecoracao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Um texto amplo e de bom gosto a posta-lo
    parabéns mais uma vez em deixar tudo as claras
    Eu gostei
    BJUS BJUSS
    Rita!!!

    ResponderExcluir
  14. Excelente texto. Sua abordagem do assunto não esgota o tema. Até porque como você mesmo disse somos bombardeados diuturnamente com todo tipo de noticias.

    Se antes não tínhamos os meios necessários, hoje precisamos ser leitores críticos com todos os meios disponíveis no momento, não podemos acreditar em tudo que lemos logo de cara, pois, os meios de comunicação estão aí para uma competição feroz em busca de audiência muitas vezes sem nenhum critério.

    Abraço

    ResponderExcluir
  15. Transmitir a informação com imparcialidade sem ocultar os fatos que dizem respeito ao bem da sociedade, divulgar projetos que incentive a melhoria social... Enfim, servir a comunidade, porém, assim não acontece, portanto não temos pessoas bem informadas e muito menos comprometimentos sociais por que a mídia visa unicamente a sua própria melhoria.

    ResponderExcluir
  16. gostei muito vou adicionar no meus favoritos, não e sempre que encontramos comentários de alto nível como aqui, a maioria infelizmente são de um total hipocrisia

    ResponderExcluir
  17. trazendo um belo conteúdo pena que nem todos nos somos iguais com o mesmo pensamento mais não adianta nada só falarmos e a hora que chega a novela das 7 hora na globo maioria ta grudada nela que trazem a alienação aos mente fraca!!
    Luiz felipe aparecido marolli 3°e noturno numero:21

    ResponderExcluir
  18. simplesmente 10 !!!!!

    ResponderExcluir

A configuração de comentários foi ativada.

Obrigado por passar neste espaço.
Deixe sua participação.