sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Porque não vejo novelas.

Não há nada mais odioso do que algo terminar de maneira diferente daquela que se espera. Sempre que se lê um livro, se assiste a um filme, um seriado ou a uma novela, espera-se que aquele tempo investido tenha sempre uma compensação, um prazer e um alívio por ver a justiça sendo feita, o bem vencendo e o amor sendo reconhecido. A paixão pelos livros é a mesma que ainda cultivo ao assistir a um bom filme. Os seriados têm suas próprias características e sempre acabam em cada episódio. Por isso sei que eles não precisam ter um fim definitivo, pois sempre se pressupõe uma continuidade. Mas as novelas são um caso à parte: elas sempre terminam da maneira mais esdrúxula. As pessoas se apaixonam e encontram seus amores nos dois últimos capítulos, como se fossem cegas, tapadas, incapazes de ver o óbvio. De certa forma, o espectador, incorporado no personagem, sente até um certo alívio, mesmo que o caso tenha sido arranjado de última hora e que nem inspire nenhuma continuidade para aquele arranjo. Os malfeitores não são punidos, ou eles morrem ou ficam impunes, mostrando um arrependimento que não convence ninguém. É como se a justiça da vida real não correspondesse e nem precisasse ser àquela da vida novelesca. Isso cria uma distorção nos valores e costumes sociais, já que as pessoas se inspiram, muitas vezes, nos heróis das histórias, tomando para si o seu partido e o defendendo porque sempre há uma identificação com a vida de algum personagem. Há em todas as novelas, sem exceção, um filho que descobre sua paternidade esquisita, como se esse fosse um fato muito comum na sociedade. Eles existem na vida real, mas não são tão comuns assim. Porém, esse argumento ajuda a envolver os espectadores, que ficam desejosos de ver o caso resolvido e as famílias rearranjadas no final, ficando, assim, tudo maravilhoso, um sonho que nem serve para resolver seus próprios problemas familiares. Mas, quem sabe, na próxima novela isso aconteça. Por esses e outros motivos, deixei de ver as novelas que, confesso era atraído pelas histórias que começavam prometendo muito e terminavam me deixando de boca aberta, indignado e raivoso. Hoje, prefiro assistir, já que adoro ver televisão, a reportagens, documentários, variedades e filmes em outros canais. E ainda confesso que elas não estão me fazendo falta alguma.

22 comentários:

  1. Olá Augusto. Na juventude eu gostava muito de assistir. Algumas revelavam bons conteúdos. Hoje não assisto mais pois as telenovelas não tem enredo algum. Concordo com seu ponto de vista, ficar na frente da telinha se prendendo a enredos que parecem te dizer que você é incapaz de selecionar um bom programa. Os enredos são ridículos, não acrescentam nada. Não existe um tema que nos faça pensar e refletir. A TV aberta no Brasil não oportuniza aos expectadores uma boa programação. Então vamos nos afastando da telinha e procurando outras formas de entretenimento que nos acrescente algo como a leitura de um bom livro. Um post excelente. Parabéns!
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  2. kkk muito bom seu post, vdd o disse sobre quando descobrem quem são os pais, hoje em dia tbm não vejo mais novelas a ultima foi mais ou menos alma gêmea que teve um final horrível, ainda bem que com a possibilidade de ter tv a cabo em casa tenho a sorte de ver series, filmes, documentários, mas quem não tem fica refém da tv aberta e ai já viu.

    ResponderExcluir
  3. Concordo professor já vi mais hoje em dia como temos tv paga me sinto bem tranquilo, mas antes eramos prisioneiros de uma programação horrível, apesar de ter a chance de desligar e não ver, com a nete tudo facilitou tbm

    ResponderExcluir
  4. Muito bom mesmo concordo, a ultima que vi foi paginas da vida mas tbm sem ficar presa a globo tem esse costume uns finais de matar, prefiro series e filmes mas as antigas eu gostava sim.

    ResponderExcluir
  5. Oi Augusto.... concordo com você..
    Já gostei sim de novelas.. lá pelos anos de 1900 e bolinhas, mas agora não consigo mais parar em frente a TV pra ver nenhuma novela..
    Acho muito sem conteúdo... nada me atrai..
    Antes se tinha atores que davam tudo de si pra fazer com que o personagem se tornasse único.. especial.. quem não fala de Gabriela e lembra se Sônia.. perfeita.. ou Tieta e já vai logo lembrando de Betty Faria.. eram novelas que nos prendiam.. porque possuíam algo..
    Hoje em dia eu passo longe.
    Nada contra quem gosta, afinal tem gente que detesta filmes de terror e eu adoro...
    Como sempre seus posts são maravilhosos...

    Uma excelente sexta-feira pra você viu?

    Sheila

    ResponderExcluir
  6. Oi Augusto :)
    Seus argumentos são ótimos.
    Pra mim,é difícil esperar uns 8 ou 9 meses pra saber o final de uma novela.
    Confesso que minha paciência não aguenta isso,então prefiro um livro,(o final pode não ser o que eu espero,mas pelo menos o cronograma sou eu quem faço).
    Quando uma novela está em evidência eu até leio a respeito dela,gosto de saber o que acontece e muitas vezes fico 'zapeando',mas assisti-la do início ao fim,não mesmo,nem a tão famosa Avenida Brasil,consegue prender minha atenção.
    Abraços :)

    ResponderExcluir
  7. Concordo contigo Augusto, isso sem contar que temos de baixar o volume a todo momento de tantas cenas de histeria,sou tranquila, não gosto de gritos!
    Aliás nem assisto também, pois quando se adivinha fácil o desenrolar da estória é por ser monótona.
    Amo ler, escrever, ver bons filmes, enfim...!
    Abraços amigo professor!

    ResponderExcluir
  8. Oii amigo, tem toda razão, os enredos de novelas não tem mudado mesmo, sempre há os mesmos conteúdos contados de formas similares, muda-se o figurino e o cenário apenas, e os finais sempre na maioria das vezes nos faz arrepender das horas perdidas! Adorei! abraços

    ResponderExcluir
  9. Olha vc não deixa de ter razão viu, pq sou noveleira mesmo , adoro, fico
    ansiosa, e fico com cara de pudim como muitos ficam, quando o
    GRAN FINALE .....não é aquele que vc espera,,kkk ai que reiva que dá
    rsrsrsrrs...Mas fazer o que então assisto
    Bjusssss
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
  10. Realmente as intrigas, questões parecem sempre as mesmas, como eu falo se assistir uma vez por semana já se entende tudo, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  11. Olá Augusto, deixei de ver novelas há muito tempo quando resolvi me dedicar a poesia. No meu tempo disponível adoro TV para filmes, documentários e é claro, amo estar conectada a internet.
    Obrigada pela sempre gentil visita ao meu blog.O sonho do meu primeiro livro, vive, quem sabe acontecerá. Te avisarei!Beijos!!

    ResponderExcluir
  12. Augusto,concordo com vc: as novelas começam bem,depois ficam entediantes.Foi-se o tempo em que o autor tinha liberdade para escrever sua novela,hoje em dia tudo segue o tal do Ibope!Obrigada por permitir a postagem de seu texto em meu blog e agora que autorizou de vez em quando virei aqui e levarei pra lá,mas te aviso sempre,ok?bjs e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  13. Uma boa postagem, gosto de novelas, vejo mais as das 18:00 horas mas não me prendo e deixo de viver por isso, e se me encher a paciência paro de ver kkk.

    ResponderExcluir
  14. ,Boa noite profº Augusto! vim agradecer sua visita e comentário. Volte sempre sua participação é muito importante. ganhei um selinho da seguidora Lalinha, tem algumas regrinhas e deixei um pra você. Eu gostei, espero que goste. Abraçoss uma linda noite.

    ResponderExcluir
  15. Ola,concordo em todos sentidos com tua opinião á respeito de novelas.Acredito até que haja um grande desrespeito á nós "pobres mortais" com as barbaridades que muitas apresentam.Pena serem a preferencia global de quase todos brasileiros.Grande abraço.

    ResponderExcluir
  16. Oie, passei por aqui para lhe servir um cafezinho especial.
    Olha o cafezinho!!!
    Saindo fresquinho!!!
    Ele é feito com água da fonte da vida, fervido com fogo do Espírito Santo, misturado com pó da felicidade e adoçado com a doçura do amor, preparado pelos anjos do céu, servido especialmente pra vc.
    Bju
    http://cantinhodatoninha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá Augusto,

    Concordo com seu ponto de visto, os finais são sempre decepcionantes, mas confesso que assisto.

    Abçs

    ResponderExcluir
  18. Boa Noite!
    Vim agradecer a sua visita e comentário. Volte quando quiser, sempre será bem vindo.
    Gostei muito do seu Blog. É interessante. Parabéns!
    Estou te seguindo.
    Abraços
    http://cleidespedagoga.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá Augusto!

    Tudo bem?

    É a primeira vez que venho aqui, vim através do blog Café Entre Amigos.

    Parabéns pelo texto, concordo contigo. A pobreza espiritual e a feiura, são doenças desconcertantes.

    Também estou a participar nesta blogagem colectiva. Convido-te a visitar-me e se quiseres a ficar por lá. Aqui fica o link da minha participação:

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.pt/2012/08/coisas-que-irritam-11-bc-cafe-entre.html

    Vou seguir o teu blog.

    Abraços,

    Cris Henriques

    ResponderExcluir
  20. As pessoas encorporam tanto os personagens da novela que esquecem de ver o que isso traz de produtivo para sua vida, novelas são coisas banais, apenas para o lazer de determinadas pessoas que não tem um senso crítico e não exige uma boa programação para assistir, como jornais, reportagens ou documentarios.
    Nome:Victor 3ºB Nº38

    ResponderExcluir
  21. Nao sei o que eh pior...novela ou danca dos famosos?!
    Juro q queria entender, como pessoas q se entitulam normais se divertem assistindo um monte d gente rica aprendendo a dancar,gastam um final d domingo assistindo aquela bosta

    ResponderExcluir
  22. Acho que as novelas são sem graça, de alguma forma você sabe como ela vai terminar, e ja perco o interesse logo de cara. As novelas não nos fazem pensar direto, acabamos nos incorporando em alguns personagens, e ficamos perdendo tempo com elas. Prefiro os seriados, são bem legais,e cada episódio é diferente.


    Gabrieli Pôrto 3B n 10

    ResponderExcluir

A configuração de comentários foi ativada.

Obrigado por passar neste espaço.
Deixe sua participação.