segunda-feira, 18 de junho de 2012

Você se acha importante?

É muito comum pessoas se sentirem tão importantes a ponto de pensarem que se elas não estivessem no mundo ele seria um caos, a família não sobreviveria, os conhecidos morreriam de tristeza, o país seria ingovernável e a humanidade lamentaria para sempre sua maior perda. O ego dessas pessoas é tão inflado que o Universo gira em torno de seus umbigos. Elas se acham imprescindíveis, insubstituíveis e se alienam quando se arvoram de deus. Adoram se gabar de seus feitos mirabolantes, estão sempre aptas a dar lição de moral e a julgar as outras pessoas seguindo o seu próprio modelo. Também gostam de ser bajuladas e são sempre seguidas de um séqüito desejoso dos despojos que vão caindo aqui e acolá por onde elas passam. Exercem uma liderança com base numa ética duvidosa e se irritam com a oposição que, a seu ver, representa o mal e deve ser combatida a qualquer preço. Sentem-se acima da lei, prescindem da política e desdenham da religião. Mas elas deveriam conhecer uma pequena história,  enviada a mim como uma piada, que narra a saga de um jumento. Veio sem autoria e resolvi reescrevê-la porque, apesar da graça, ela traz um ensinamento muito profundo. A história é assim: Um jumento, ao voltar para o estábulo onde ficava confinado com outros de sua espécie, encontrou sua mãe e logo foi falando de uma experiência que vivera ao levar um homem para uma cidade. Dizia, todo feliz, que nunca tivera tanta honra, que as pessoas o saudavam, passavam as mãos pelos seus pêlos, estendiam tapetes por onde passava e que faziam reverência e abanavam folhas de palmeiras. A mãe olhava para o filho com um olhar terno, sem querer interromper sua narrativa. Porém começou a ficar impaciente quando o pequeno jumento, todo esnobe, começou a se dar uma importância exagerada, dizendo que era o melhor condutor de homens, era o preferido, era saudado e reverenciado, que não havia outro jumento como ele, que era o rei de sua espécie. Aproveitando uma pausa do falastrão, a mãe pergunta quem ele estava levando nas costas. Rapidamente ele responde que era um tal Jesus, mas isso não vinha ao caso e retomou a tagarelice, chamando a atenção dos outros jumentos. Aí a mãe proprõe a ele que voltasse um dia àquela cidade para apurar e comprovar sua popularidade. Então chegou o dia esperado e o jumento foi escalado para levar dois sacos de mantimentos e seguir uma grande caravana. Mas, ao chegar na cidade não aconteceu nada do que esperava, as pessoas passavam por ele e nem o percebiam, parecia invisível. Seguia o caminho indicado e esperava alguma manifestação mais adiante, mas nada aconteceu. Chegaram a empurrá-lo e foi até maltratado quando arriscou uma olhadela pelos becos mais escuros. Entristeceu e voltou ao estábulo cabisbaixo. Sua mãe percebeu sua tristeza e esperou que ela passasse para depois falar com ele. Quando se sentiu mais seguro, o pequeno jumento aproximou-se de sua mãe e manifestou sua indignação. A mãe, como sempre terna, como todas as mães, olha para o filho inconsolável e diz mansamente: Filho, você sem esse tal Jesus, não passa de um simples jumento!

25 comentários:

  1. Oi Augusto
    Um texto primoroso com uma excelente reflexão. Ninguém pode se dar essa importância toda. Somos seres imperfeitos e para realizarmos algo precisamos nos unir na solidariedade pois é nesse contexto de coletividade que a importância realmente acontece. Somos como anjos de uma asa só e para alçarmos voo necessitamos estar abraçados.
    Grata por sua maravilhosa presença e suas palavras de carinho. Te espero no gracitamensagens. Passe lá para conhecer.
    Beijokas
    Gracita

    ResponderExcluir
  2. Também recebi esse e-mail e refleti sobre o assunto.

    Ninguém é melhor do que ninguém, somos todos iguais, só nos diferenciamos pelas nossas escolhas, uns seguem sozinhos mergulhados no próprio egoismo e outros seguem pelo caminho do bem, na busca incessante por ele, o tal homem chamado Jesus...

    Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
  3. Oi Augusto,bom dia !
    Conheço tanta gente prepotente e que se acha...
    É claro que cada ser humano,tem seu valor,mas ao ponto de se achar imprescindível e insubstituível,aí já é demais.
    Muito legal a história do jumento,uma reflexão e tanto.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Que lição de vida maravilhosa
    Temos sim que ser humilde, nesse texto lemos e refletimos sobre nossa
    vida, pq querer olhar somente para
    nosso umbigo não da certo.
    A palavra humildade é uma das
    belezas de Deus!

    E sem Jesus não somos nada com certeza!
    Abraços de boa terça
    Rita!!!

    ResponderExcluir
  5. Isso não passa da realidade ,na escola por exemplo tem pessoas que se sente superior das outras por andar com um grupinho de meninas ou meninos que são considerados ''popular'' mais na verdade quando não estão com o restante do grupo não passa de uma pessoa normal como qualquer outra pessoa .Não é legal querer ter o mundo ao seus pés você acaba perdendo amigos,tendo uma imagem de metida (o)e todos nós somo iguais por baixo da pele independente da cor , raça ou religião . temos que ser humildes se quisermos ter varias pessoas ao nosso redor sendo nós mesmo porque se for pra alguem gosta da gente vai gosta da forma que somos . Franciele , Leticia e Eliade 2F AM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto é pura realidade, na escola onde estudo, por exemplo ,há pessoas que sentem-se superiores às outras sómente por andarem com um grupinho de meninas ou meninos que são considerados "populares", mas na verdade, quando não estão com aquele grupo não passam de pessoas normais com outra qualquer. Não é legal querer ter o mundo a seus pés, assim você acaba perdendo amigos se criar uma imagem de metida ou metido. \todos somos iguais por debaixo de nossa pele, independente de cor, raça ou religião. Precisamos ser humildes se quisermos atrair pessoas ao nosso redor, precisamos ser nós mesmos, pois se alguém gostar de nós realmente, gostará do jeitinho que somos. Franciele, Letícia e Eliade.

      Excluir
  6. Bela reflexão,conheço muitas pessoas assim;se acham o ultimo pacote do biscoito,pensam que o mundo gira em torno delas e desmerecem os que a rodeiam,infelizmente enganam-se a si mesmas.

    ResponderExcluir
  7. Sem Deus não somos nada, porque somos pó e dele voltaremos.Devemos seguir os conselhos dos mais velhos porque eles já vivenciaram muitas experiências, e não existe comparação com a pessoa Mãe, Pois ela sempre quer o melhor para seus filhos.

    Leonardo Rios Vicente n°28 2°A AB

    ResponderExcluir
  8. friend visiting here ....
    this post is very nice and beautiful
    very bermafaat ......... thank you friend

    ResponderExcluir
  9. Eu achei sensacional sua postagem é verdade tem pessoas que se acham demais e passam até por idiotas pois por trás todos comentam.

    ResponderExcluir
  10. Foi muito feliz neste texto ao juntar sua reflexão com a lição ensinada ao jumento. O que mais vemos são pessoas assim, no trabalho, escola, igreja e na família.Concordo com o que a Maria disse no final todos acabam por falar pelas costas, lamentável. A queda dessas pessoas um dia será inevitável.

    ResponderExcluir
  11. Bom dia de domingo!!!

    Lutar pelo meu direito, é o que tenho feito sempre
    Mas a minha liberdade é unica!

    (Rita Sperchi)

    ResponderExcluir
  12. Trabalhei com tantas pessoas assim, que adoravam nos colocar para baixo mas no final vi a queda de muitos. Uma postagem nota 1.000

    ResponderExcluir
  13. Há muitas pessoas desse "tipo" na sociedade, que acham que podem tudo e que são tudo.Ninguém é melhor que ninguém, apesar da aparência, classe social, e outros características que definem o ser humano melhor que outro, atras dessas "mascaras", todos somos semelhantes e viemos do mesmo lugar e iremos para o mesmo lugar quando morrermos :)
    Rafaela Ramos 2ºC AB

    ResponderExcluir
  14. Sensacional esse texto!Muito bom pra abaixar um pouco a nossa bola!...rss...bjs,

    ResponderExcluir
  15. Ótimo conto Augusto, independente da moral religiosa que há no texto. Sem notar que somos insubstituíveis, nós, humanos, somos capazes das maiores crueldades em nome de nosso próprio egoísmo, e nem reparamos que somos apenas burros carregando alguém, uma ideia, um patrão, o capital. Abraços meu amigo.

    ResponderExcluir
  16. tem horas que é preciso parar de olha para nosso umbigo, e olhar em volta, se dar conta de que o mundo não gira em torno de nós, que as pessoas não vivem por nossa causa!
    Rafael, 28-2ºB

    ResponderExcluir
  17. e uma otima licao de moral, porq tem muitos q se emgrandecem e krem ser mais q os outros e na verdad kerm ser o q nao sao.... seja vc mesmo porq pra isso nao e preciso pisar nos outros....

    ResponderExcluir
  18. Essas pessoas que se supervalorizam tem que se darem conta de que o mundo não gira em torno de si próprio, existem pessoas com um potencial tão grande nesse mundo, mas ninguém é melhor do que ninguém, se uma pessoa vê outra melhor que você não é porque ela realmente é melhor, mas sim porque ela está tirando o melhor de sua própria natureza.

    Igor 2ºA 22

    ResponderExcluir
  19. Nos sentirmos importante numa sociedade é essencial, porém nos sentirmos importante e superior a alguém não é!
    Todos somos iguais, possuímos os mesmos defeitos, as mesmas qualidades e muitas vezes as mesmas atitudes.Podemos não possuir o mesmo nível social que tanta outras pessoas, porém isso não justifica tais atitudes que muitos indivíduos tomam, ao se acharem o "rei do pedaço"...Deixemos de ser egoísta e vamos ser mais humilde! somos iguais aos olhos de Deus!

    ResponderExcluir
  20. Professor, acho que todos se sentem especiais por algum motivo, por algum dom ou especialidade notável, contudo isso não pode fazer com que todos percam a cabeça e passem a oprimir as outras pessoas da sociedade.

    Júlia nº15 2ºA

    ResponderExcluir
  21. Ninguém é melhor do que ninguém, somos todos iguais, temos que ser humildes se quisermos ter varias pessoas ao nosso redor sendo nós mesmo porque se for pra alguem gosta da gente vai gosta da forma que somos .
    Rodolfo Norton n30 2A

    ResponderExcluir
  22. Infelizmente isto é uma verdade e comtemplamos no nosso dia a dia, podemos observar pessoas que querem chamar atenção, ser a atração principal. Si tem alguém conversando está falado sobre ele, si alguém aponta o dedo e para ele. Infelizmente é difícil de intender, no texto relatou muito bem, estas pessoas acham que o mundo gira em torno deles. 2f n51

    ResponderExcluir
  23. Muitos deveriam ler esse texto, porque na sociedade em que vivemos sempre encontramos aquelas pessoas que se acham melhores que tudo e todos, que querem ser o centro das atenções ..e não percebem mais nada ao redor que não esteja ligado a própria vida e acabam esquecendo sempre do mais importante e fundamental!
    Daniele Lenise 2ºA

    ResponderExcluir
  24. Existe sim muitas pessoas que só sabem ver só o seu próprio eu, elas não são nem um pouco humilde neste caso elas pensa que são reis e rainhas do mundo que o mundo gira ao redor deles mais essas pessoas estão iludidas com coisas que não valem a pena dar valor pois tudo o que está aqui neste mundo irá se acabar e se eles continuarem assim agarradas nestes mundinhos deles, irão permanecer sempre prezas e não irão conseguir bons benefícios nenhum. Inglethy -12, 2-B

    ResponderExcluir

A configuração de comentários foi ativada.

Obrigado por passar neste espaço.
Deixe sua participação.