segunda-feira, 28 de maio de 2012

Por que o homem está condenado?


A palavra “existir” significa literalmente “sair de si”. Sendo assim, o único ser com capacidade de sair de si, isto é, de existir, é o homem. Os outros animais são como animais, mas não existem porque não possuem capacidade de ter consciência de si mesmos. Os animais são movidos pelos instintos básicos de sobrevivência e de continuação da espécie (fome, sede, sono e sexo), enquanto os homens são movidos pelos seus desejos, paixões, necessidades, preferências, tantos os conscientes quanto os inconscientes, o que faz de cada um um indivíduo, isto é, único, indivisível. É por isso que, antes de agir, eles pensam no que vão fazer. Se eles pensam no que vão fazer, cada ato realizado é de sua única responsabilidade. O filósofo francês Jean-Paul Sartre, foi um dos primeiros a discorrer sobre a questão da existência como a possibilidade de definição do homem ao dizer que ele “é tão somente, não apenas como ele se concebe, mas também como ele se quer; como ele se concebe após a existência, como ele se quer após esse impulso para a existência. O homem nada mais é do que aquilo que ele faz de si mesmo.” Ele é o único ser que tem condições de sair de si, observar o mundo e a si mesmo, refletindo sobre como está se construindo, ponderando sobre essa construção e escolhendo entre as opções que se lhe apresentam. Assim, cada ser é o único responsável pelo que fizer de si mesmo e está condenado a ser assim, pois não há outra possibilidade. Ou ele torna-se humano ao fazer umas escolhas ou ele torna-se humano ao fazer outras escolhas. Se ele tem condições de existência, também é livre para ser o que quiser, dentro das possibilidades que a sociedade, a cultura e a época lhe determinam. A conclusão é que o homem é livre para pensar, ser e existir, mas que está incondicuonalmente condenado a ser livre, ser o que determinar ser e existir. Se o assunto lhe interessa, conheça mais em “O existencialismo é um humanismo, conferência que Sartre realizou em 1945.

17 comentários:

  1. Hoje vim te visitar e dizer que ter amigos
    sempre presente deixando na minha pagina uma
    palavra de carinho é muito gratificante Por isso agradeço de coração a sua amizade.
    Parabéns por tudo que vc tem de bonito aqui
    Deixo um abraço
    de boa tarde
    Bjuss
    Rita!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Bela postagem, gosto de ler seus textos, são sempre impecáveis ...

    Bjos mil

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o post somos o que queremos ser.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom esse texto da para refletir muito, da pra saber que o homem possuem capacidade de ter consciência de si mesmos, e os animais são diferente porque eles são movidos pelo os seus indtintos. gostei muito desse texto.
    William 2ºA am

    ResponderExcluir
  5. Nós somos o que praticamos e não falando.OTONIELab

    ResponderExcluir
  6. Desculpe, amigo, discordar consigo!

    desde pequena tenho tido animais (cães, gatos, peixes, pássaros, caturras)
    e tenho aprendidi que eles sentem como nós!!
    sim, sentem, exemplo:
    meu cão fica triste, contente, amuado, vinga-se, fica eufórico, chora( já constatei várias vezes), ama sem condições e ainda consegue sentir que não estás bem e nesses momentos acompanha-te sempre), e outros humanos nem se apercebem..., protejem, e muito mais, igual que um ser humano... creio não exeitir ninguém no nosso mundo que saiba o que vai denro dos animais, temos apenas reações e hipóteses...
    e se eles sentem igual que nós mas apenas tem uma linguagem e maneira de estar totalmente diferente de nós (não e válida igualmente?)
    Não valido a tua opinião de que só o ser humano tem condições de existência, e creio, vivamente, que não é livre para ser o que quiser, apenas se ilude disso, o mistério é tão grande do que nos rodeia que que nos deixa impotentes, quando a vida (de nós e outros amados/desconhecidos) nos é retirada sem escolha ou hora!A sociedade, a cultura apenas é uma forma de nos controlar e evadir daquilo que realmente importa, e seguimos que nem cordeiros em frente ..???
    A conclusão afinal é que o homem não é livre para pensar, ser e existir, mas que está condicionalmente condenado a ser livre, ser o que determinar ser e existi aquilo que alguns querem!! E Sartre é para mim mais um filosofo do misterio da vida, como milhões de outros, que nada conseguiram provar definitivamente, e como eu filósofa de existência mas acreditando vivamente que o sou porque nada me é revelado e assim busco, numa busca interminável...

    abraço
    sou sua seguidora tb

    ResponderExcluir
  7. Para ANALUZ! Sabemos que há animais bastante inteligentes, que conseguem aprender vários comendos da voz humana e que podem resolver problemas simples. Porém, isso não os habilita a pensar, já que não possuem uma linguagem com palavras. São seres predeterminados pelos instintos e já nascem para ser aquilo que sua espécie se propõe a ser, enquanto o homem não possui determinação, ele se constrói duante toda sua existência e é por isso que está condenado a escolher o que quer ser.

    ResponderExcluir
  8. Sperchi desculpa, mas em desacordo e
    comentando...

    Há animais bastante inteligentes, como nós, ou mais...
    será que conseguem aprender vários comendos da voz humana (e nós, Humanos, não conseguimos compreender a deles??!!)
    e quem não te diz, que, apenas têm uma forma de dialogar entre si (espécie) diferente da nossa, (lógico) e por isso não sabemos que estão falando, dizendo!!?) e que podem, de facto, resolver problemas simples, e garanto-te (complicados)!!

    Que te diz que eles não pensam ?!! Tu dissestes: (isso não os habilita a pensar, já que não possuem uma linguagem com palavras).
    PALAVRAS QUE TU NÃO COMPREENDES!! NÉ!? NEM EU, MAS E ELES ENTRE SI??!!
    E EM QUE TE APOIAS EM DIZER que eles não pensam?!! em que estudos???

    Dissestes: São seres predeterminados pelos instintos e já nascem para ser aquilo que sua espécie se propõe a ser, (explica-me como?!!)

    eles existem como nós, tu e eu e todos, e se pensas que não agimos tb pelo instinto, estás grandemente enganado!!

    dissestes: - enquanto o homem não possui determinação, ele se constrói durante toda sua existência e é por isso que está condenado a escolher o que quer ser. (achas??!), o homem possui determinação pré-estabelecida (sabes quando vais morrer por acaso?) ou o que te vai acontecer amanhã, mesmo que tenhas planeado um dia e te sai ao contrário ou muito diferente??!!)

    o homem, pensa que se constrói, através de decisões (se não tivesse tomado esta decisão não estaria aqui agora)!!

    e fostes mesmo tu que a tumastes? não terás tido em mente outra decisºao, e teres-e decidido or utra num último momento e é nessa que estás agora?


    desculpa, sou filósofa (DE CABEÇEIRA), e queria, se possível me respondesses.

    gosto muito do teu blog
    abraço

    ResponderExcluir
  9. ANALUZ. De acordo com sua explanação é conveniente dizer que um gato nascido no Brasil mia em português, enquanto que outro nascido na China, mia em chinês. Ora, gatos são gatos em qualquer lugar do mundo e são assim desde que sua espécie se fez como espécie. Isso é válido para qualquer outro animal. Já, a caracterpistica da espécie humana é a diversidade, pois cada um age como um indivíduo, isto é, um ser único no tempo e no espaço. Nunca houve e nem haverá alguém como você, nem na Terra ou qualquer lugar do Universo. Cada pessoa é uma experiência única e isto significa que você só tem uma única chance de fazer a sua existência dar certo. E isso depende em grande parte de suas escolhas. O grau de felicidade de cada um depende da sabedoria aplicada em fazr boas escolhas e sua liberdade, assim, será ampliada, consequentemente. Enfim estou gostando da discussão. Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Augusto, adorei ler a "discussão", pois é, eis aí um bom post polêmico em que nem todos arriscam discutir.
    Eu adoro ler e aprender, pensar e escrever, não escrevo o que não domino, mas adoro ler pessoas inteligentes, esse seu post é mesmo muito bom, gosto de ler sobre filosofia, mitologia então, nem te falo de tanto que amo, escrevo poemas com dados mitológicos, sem pretensões, só pelo prazer de escrever e se tem quem ler é bem melhor, muito melhor!
    Abraços, estou amando aqui o seu espaço!!!
    Ivone

    ResponderExcluir
  11. Desculpa, discordo
    um gato nascido no Brasil mia, não em português mas na sua língua (gato) que nem eu nem você entende!!, enquanto que outro nascido na China mia como gato (não como chinês)!
    Se lidarem desde nascença ou mesmo depois com “seres” humanos, e estes vivem, na China, Japão, Portugal ou Brasil, conseguem aprender a língua e lidar connosco! (não é interessante?? eles, animais, conseguem chegar a perceber o que dizemos, e nós não a eles!!)
    Ora, como dizes, gatos são gatos em qualquer lugar do mundo e são assim desde que sua espécie se fez como espécie. Isso é válido para qualquer outro animal.
    Aceito esta opinião, mas nós estamos incluídos aí, ou não sabes que também somos espécie animal?
    Somos Racionais, lógicos, inteligentes, se somos Portugueses e nascemos na China, e aí vivermos, falaremos chinês, independentemente de ser Português! não é só aos gatos que acontesse!
    Quando dizes que a característica da espécie humana é a diversidade, acredito, e é isso que nos faz diferentes (de cada ser humano), pois cada um age como um indivíduo, isto é, um ser único no tempo e no espaço (que nem mesmos sabemos o que estes dois são). Nunca houve e nem haverá alguém como você, nem na Terra ou qualquer lugar do Universo, exacto, mas como sabes se nos outros “animais” tb não é assim??!! Como sabes? Cada animal é diferente do outro! Age e tem sua personalidade!
    Já vistes as formigas, que em termos de hierarquia e modo de agir são consideradas como o ser mais inteligente, “dos reinos animais”, e que demonstra uma grande sabedoria??, Válida para elas claro (para nós seres diferentes e de modos diferentes não nos interessa), mas não deixa de ser muito inteligente!!
    Cada pessoa ser uma experiência única, é o que venho sempre dizendo, mas não acredito que “todas” as escolhas dependam de nós para a nossa Vida dar “certo”. Cada escolha nossa, agora que possa ser viável e futuramente igual neste momento, mas poderá se tornar numa que é todo o contrário! Ou seja, que tomando uma escolha, nunca teremos certeza de que a mesma venha ser a válida (s) para o nosso grau de felicidade!
    Depender da sabedoria aplicada em fazer boas escolhas, é questionável, porque a sabedoria (tanto que a minha sabedoria não é a tua sabedoria), ela mesma é ilimitada, e acreditar que se chegou a ela, por uma “escolha” nossa, é muito relativo!
    Encontrar a nossa Liberdade, através de escolhas, a isso vamos dedicando nossa vida, buscando, trocando, escolhendo, variando, não será isso suficientemente demonstrativo que não há decisões que nos tragam a felicidade e liberdade contínuas! a maioria chegada a ora de partida (sabe-se lá para onde), chegamos á conclusão que afinal a vida é que nos escolheu a nós e os seus modos tb.!. e não nós que decidimos pela nossa Vida!
    Abraço

    ResponderExcluir
  12. ANALUZ. Os animais são natureza dentro da natureza, sem descontinuidade. Nunca disse que eles não são inteligentes, mas dizer que há animais mais inteligentes que o homem, já é forçar a barra. A forma que eles utilizam para se comunicar NÃO constitui uma linguagem e não adianta argumentar a favor disso porque jamais convencerá alguém a esse respeito. É claro que sei que somos também animais, porém a nossa espécie tem cada vez mais se distanciado do contexto natural e estabelecido e vivido num contexto artificial, que é a sociedade. Com saudade daquela natureza que ele pensa que não faz mais parte, tenta humanizar os animais de estimação e até as plantas, conversando com eles, como se eles tivessem capacidade para entender o que é dito. Eles entendem um comando, mas nunca o significado das palavras, porque isso é e somente é uma característica humana. Abraço!

    ResponderExcluir
  13. Gostei do debate! E das provocações!Acredito que a liberdade do homem é relativa e depende do lugar, das condições e da sua própria genética!E também da sua fortaleza interior. Ele pode ter uma vida livre durante toda sua existência ou nascer condenado a viver uma vida miserável ou ainda passar por cima de tudo isso, se erguer e construir sua liberdade! Apesar de ser difícil, não é impossivel.Podemos conversar mais sobre o assunto! Gostei e voltarei.Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  14. PARA MAZE. Você está certa em citar o contexto e as condições na determinação da liberdade e felicidade humanas, porém muito já se aventou sobre as condições genéticas. Todavia, todos que se arriscaram por esta vereda se deram mal, porque nunca provaram que a diversidade genética produzisse seres humanos mais inteligentes que outros. Somos parte de uma mesma espécie e o que aparentemente torna uma etnia mais produtiva que outras é a educação propiciada por sua cultura. É comum dizer que os japoneses são mais inteligentes que os brasileiros. Isso não é verdade, mas é correto afirmar que a cultura japonesa privilegia a educação de seus filhos, enquanto a nossa...... todos sabemos as dificuldades que enfrentam os professores. Abraço!

    ResponderExcluir
  15. Os animais agem por instintos, por impulso natural.Já o homem tudo que faz pensa antes de agir cada tarefa realizada tem a sua responsabilidade
    respondem pelos atos deliberados.

    Regiane 2D AB.

    ResponderExcluir
  16. Os animais eles não agem por seu instinto já o homem sim podendo se defender, pensar e agir pelo seus atos.

    Arielly 2°D AB.

    ResponderExcluir
  17. Devemos pensar que o que plantamos iremos colher mais pra frente e que temos a liberdade de pensarmos antes de fazer, lembrando que somos ser humanos e que pecamos sempre até quando não queremos pecar, porém temos o livre arbítrio de fazermos o que queremos ou não pensarmos bem antes de fazer.

    Leonardo Vicente n°28 2°A AB

    ResponderExcluir

A configuração de comentários foi ativada.

Obrigado por passar neste espaço.
Deixe sua participação.