sexta-feira, 27 de abril de 2012

Os novos avatares

Avatar significa a encarnação da divindade. Quando uma personalidade, estão estabelecida no plano espiritual transcende para o lado material, ela assume então o nome avatar. É uma forma encarnada de um ser supremo. Pode ainda ser descrito como o corpo de carne ou corpo material daquela divindade. Na mídia, isto é, nos meios de comunicação e informática, esta palavra se popularizou devido às figuras que são criadas à imagem e semelhança do usuário, que lhe permitiu sua personalização ou transcendência para o interior das telas de computador. A criação dessa imagem num ambiente ideal assemelha-se a um avatar por ser uma transcendência da imagem de quem a criou, que ganha um corpo virtual. Ao contrário de um ser supremo que ganha um corpo carnal, portanto corruptível; agora, o corpo virtual assume as características de um ser divino ou de um super humano, capaz de realizar proezas incompatíveis para o animal-homem comum. A primeira concepção de avatar vem dos textos hindus, que citam Krishna como o oitavo avatar, ou encarnação de Vishnu. Recentemente significa a possibilidade de geração de um personagem virtual, o avatar. Essa possibilidade data dos anos 80, quando o termo foi utilizado em um jogo de computador. Isto posto e passeando pelo ambiente gerado pela mídia, hoje percebe-se que ela atinge a quase totalidade dos humanos no mundo todo. O avanço da tecnologia dos satélites artificiais gerou a necessidade de se instalar parabólicas nas mais longinquas paragens, o que permitiu às populações isoladas o acesso ao mundo da televisão, da internet e do celular. Entre essas comunidades, que nem haviam conquistado a Idade da Pedra, e outras, agrárias ou pastoris, e comparando a tecnologia de suas culturas com a tecnologia da dita civilização, foi inaugurado um salto no processo evolucionário cultural sem precedente. O “civilizado” que se encontra dentro da máquina, por assim dizer, na tela do monitor ou da televisão, adquire, para aqueles recém-conversos ao universo digital, a encarnação de um deus, um avatar. Sem ir muito longe, a população geral, bastante desinformada e sem capacidade de tecer autocrítica, também endeusa essas imagens, que passam a ser seus avatares. Os seres televisivos são poderosos, bonitos, possuem corpos esculturais, o dom da fala e do convencimento, portanto são deuses. Daí vem a pergunta: por que tanta gente assiste a novelas, programas de realidade (Big Brother, A Fazenda e outros lixos), de calouros ou popularescos? Porque elas se espelham naqueles personagens e por um certo tempo vivem a vida daqueles deuses, que são seus avatares, e se esquecem de sua vidinha comum e sem graça. No filme Avatar (em tempo: maravilhoso), de James Cameron, o personagem se traveste com o corpo de um ser muito poderoso, cujos ossos são de uma liga de titânio, e retoma todos os movimentos, já que era paraplégico. Na vida do cidadão comum não há outra saída a não ser encarnar num personagem fictício de qualquer programa sem qualidade que se mostra numa tela. Sua existência é tão sem importância mesmo, que o melhor é viver a vida dos outros, dos famosos, dos deuses. Ele não precisa mais ser, pensar e nem agir, seu avatar faz isso para ele. Serão as cruzes da Era de Aquário?!

3 comentários:

  1. Cada pessoa com seu jeito,seu desejo
    mostra no seu espaço ,o que sente,o
    que gosta e o que vive,e aqui vejo o que tem de belo,e vc tem tudo que eu admiro,Adoro visitar seu Blog,pq me
    traz alegria.
    Tenha um bom final de semana bjuss
    com carinho Rita!

    Olha estou aqui maravilhada com tanto post maravilhoso e cada dia vc tem um assunto melhor bom gostei de todos.

    ResponderExcluir
  2. Resumindo depois de um texto tão bem elaborado, a verdade é que muitos tem preguiça de pensar por isso caminhamos para o caus.

    ResponderExcluir
  3. Que texto sensacional professor é verdade, quando vivia vendo tv era uma pessoa muito negativa, depressiva e sem muita expectativa, depois que comecei a utilizar a nete para conhecimento, leitura e interação mudei e muito.

    ResponderExcluir

A configuração de comentários foi ativada.

Obrigado por passar neste espaço.
Deixe sua participação.