sábado, 21 de abril de 2012

Direitos universais

A declaração UNIVERSAL dos direitos humanos diz que todos nós nascemos livres e somos iguais em dignidade e direitos. Também temos direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal e social; de resguardar a casa, a família e a honra; ao trabalho digno e bem remunerado; ao descanso, ao lazer e às férias; à saúde e à assistência médica e hospitalar; à instrução, à escola e à cultura; ao amparo social na infância e na velhice; à organização popular, sindical e política; de eleger e ser eleitos às funções de governo; à informação verdadeira e correta; de ir e vir, mudar de cidade, de Estado ou país; de não sofrer nenhum tipo de discriminação. A declaração também diz que ninguém pode ser torturado ou linchado; que todos somos iguais perante a lei; que ninguém pode ser arbitrariamente preso ou privado do direito de defesa; que toda pessoa é inocente até que a Justiça, baseada na lei, prove o contrário; que todos temos liberdade de pensar, de nos manifestar, de nos reunir e de crer; que todos temos direito ao amor e aos frutos do amor; que todos temos o dever de respeitar e proteger os direitos da comunidade e que todos temos o dever de lutar pela conquista e ampliação desses direitos.
Contudo, sabemos que muitos desses direitos, tão essências à vida plena em sociedade, são subtraídos, esquecidos, manipulados, alterados e desrespeitados de forma acintosa. Em sua opinião, qual desses direitos está sendo suprimido em nossa sociedade ou em nossa cidade?

7 comentários:

  1. Saúde, educação e segurança ao meu ver, tanto aqui na nossa cidade, como no Brasil são as áreas mais afetadas, o descaso do governo é gritante. A população precisa se mobilizar, hum...mas espera um pouco, se não tenho estudo qualificado como posso exigir dos governantes o que não sei???

    ResponderExcluir
  2. Giovanni Macedo- 2°A - Américo brasiliense

    Eu acho que deveríamos se mobilizar com muitas coisas com a falta de estrutura para deficientes físicos e visuais,a falta de segurança não só aqui na minha cidade mais no brasil!e muitas pessoas se preocupando como vai ser a seleção na copa.

    ResponderExcluir
  3. Augusto:
    O principal, essencial e fundamental direito suprimido em nossa sociedade é a dignidade.
    Todos somos considerados iguais perante a lei, porém a maioria sequer desfruta dos direitos mais básicos previstos em nossa Constituição Federal.
    A dignidade está lá escrita e garantida: temos todos direito a vida, a moradia, à segurança, ....
    Mas a realidade é muito diferente.
    E não há nenhum interesse do Poder Público em mudar essa cenário caótico.
    Bjs.:
    Sil
    http://www.meusdevaneiosescritos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Somos todos iguais perante a lei, mas muitos ainda não veêm dessa forma, temos direito a tanta coisa, mais ainda não temos uma extrutura de qualidade em muitos setores, educação é uma delas.

    Vitor Treve n°36 2°b

    ResponderExcluir
  5. Na minha opinião o que etá faltando em nossa sociedade é o prática de respeito , na sociedade hoje em dia está faltando respeito entre as pessoas , não respeitamos as pessoas como deveriam . Com respeito as coisas ficam mais fácil , e podemos viver em harmonia com todos .
    Outros direitos citados no texto falta na população , mais o respeito é o que está presente todos os dias em tudo . Um exemplo é de não sofrer nenhum tipo de descriminação , todo dia pessoas sofrem bullying , racismo e a sociedade muitas vezes não dizem nada , tem pessoas justas que lutam e brigam para pararem com isso , mais muitas nem ligam para isso .

    Paulo Sergio - 2° b - n° 27

    ResponderExcluir
  6. Hoje, pensar em direitos humanos é uma atividade complexa. Lidamos com o paradoxo de conceitos que envolve os preâmbulos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, de 1948, e o atual dito popular "direitos dos manos".
    Isso por conta do destaque maior que a Comissão de Direitos Humanos dispensa à população carcerária brasileira, amontoada nos depósitos humanos e condenada pela desigualdade, pela exclusão e por outras dificuldades sociais que desencadeiam as expressões desses problemas na sociedade.
    Porém, os direitos humanos não são uma exclusividade da população carcerária no Brasil, e abrangem os direitos sociais das famílias dos presidiários, das famílias vítimas da violência em geral, dos idosos, dos gays, das crianças etc. Não há distinção específica para quem são empregados os direitos humanos. Todos têm direitos, independente de raça, credo, etnia, gênero, status social.

    ResponderExcluir
  7. todos esses direitos estão sendo suprimidos na nossa sociedade ninguém respeita ninguém. Felipe nº8 1ºB

    ResponderExcluir

A configuração de comentários foi ativada.

Obrigado por passar neste espaço.
Deixe sua participação.